Araranguá: Aluna perde controle e bate carro durante treino de baliza

Uma investigação será encaminhada à corregedoria do Detran, já que o instrutor deveria estar no veículo durante o treinamento

Foto: Portal W3
- PUBLICIDADE -

Araranguá

Uma aluna que fazia treino de baliza perdeu o controle do veículo e só parou quando bateu em uma árvore na rua Rui Barbosa, às margens do Rio Araranguá. O acidente aconteceu na manhã desta terça-feira, dia 20, quando a mulher realizava um treino antes do teste de direção na pista de treinamento. Uma investigação será encaminhada para a corregedoria do Detran para averiguar a situação. Ninguém se machucou na ocorrência.

- PUBLICIDADE -

A mulher envolvida no acidente é aluna de um Centro de Formação de Condutores (CFC) de São João do Sul. O proprietário da auto escola conta que a aluna não estava em prova. “Antes do horário da prova, a gente faz esses treinos. Ela foi a última aluna e todos os alunos fizeram o treino sem problema nenhum. Depois, ela ainda deu uma volta na rua durante o treinamento e, na hora que foi fazer o treino da baliza, ocorreu o acidente. Ela provavelmente ficou nervosa e não teve discernimento de frear”, explica.

Ainda segundo o proprietário, a aluna está bem e não teve ferimentos. “Ela está bem, sem problema nenhum, o carro estourou os dois airbags e ela saiu totalmente ilesa. Graças a Deus aquela árvore salvou ela de cair dentro do rio”, ressalta.

A supervisora de CNH do Ciretran de Araranguá, Andréa Mota, diz que houve irregularidade, pois o instrutor deveria estar junto no carro com a aluna durante o treinamento. “A moça ainda não estava em teste, ela estava em treinamento. O artigo 158 inciso II do CTB diz que o instrutor não pode deixar o aluno treinar sozinho antes do teste”, informa. A profissional ainda conta que uma investigação será encaminhada para a corregedoria do Detran.

Com informações do Portal W3

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.