Uma nova cara para a Via Rápida

Estadualização garante fiscalização e manutenção à rodovia. Ainda falta a iluminação

- PUBLICIDADE -

Criciúma

Principal porta de entrada para a Região Carbonífera, a Via Rápida recebe um tráfego ainda maior na temporada de verão, devido ao alto fluxo de pessoas que se dirigem às praias. E até pouco tempo, a rodovia sofria com a falta de manutenção e com a imprudência dos motoristas. Mas a estadualização já mostra reflexos positivos.

- PUBLICIDADE -

Um deles, é a fiscalização na rodovia por meio da Polícia Militar Rodoviária (PMRv). “A gente está com uma boa perspectiva, até ontem eu estive em contato com o pessoal da Polícia Rodoviária de Içara e eles já comentaram que eles estão notificando, que os radares móveis já estão atuando e que já perceberam que a velocidade média de trânsito na rodovia diminuiu bastante. Algo que eles vinham monitorando informalmente entre 110, 120, 130 quilômetros pro hora, já reduziu para algo em torno de 87, 90 quilômetros por hora. A gente sabe que conscientiza quando dói no bolso. Mas é o pessoal já está tomando uma consciência que é uma via rápida, mas que não e pra andar acima do limite permitido”, destaca o coordenador Regional Sul de Infraestrutura, Gustavo Taufembach.

A estadualização também garantiu uma atenção especial à sinalização, tanto na parte de localização das cidades, quanto na indicação do estreitamento da pista devido a ciclovia, para quem vem da BR-101.

“Houve um reforço na sinalização recentemente, tanto na questão de placas orientativas, placas de sinalização, placas educativas. É uma via que a gente sabe que a sinalização permite que se dirija com maior segurança”, afirma Taufembach.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.