SC: Candidato é expulso de partido por suástica nazista na piscina

Candidatura de professor publicamente simpático ao nazismo virou notícia nacional nesta quinta-feira (8); partido declarou que não conhecia a filiação

Foto: Reprodução/TV Record
- PUBLICIDADE -

Pomerode

O diretório estadual do Partido Liberal em Santa Catarina decidiu expulsar o candidato a vereador de Pomerode Wandercy Antônio Pugliesi, conhecido como Professor Wander e por ser um simpatizante do regime nazista.

- PUBLICIDADE -

Pugliesi ficou conhecido em 2014, após a piscina que mantém em sua casa em Pomerode com a estampa de uma cruz suástica nazista ser fotografada pela Polícia Civil durante o acompanhamento de um sequestro.

Em nota, o partido declarou que não sabia da filiação do candidato e que encaminhou o desligamento. Além disso, reforçou que não compactua com qualquer apologia à discriminação. Confira a nota na íntegra:

“O Diretório Estadual do Partido Liberal em Santa Catarina desconhecia a filiação do candidato a vereador da cidade de Pomerode, Professor Wander, conduzida diretamente pelo órgão de direção municipal. Por não compactuar ideologicamente com o filiado, o PL encaminhou o desligamento do mesmo. O partido reforça sua firme posição contra todo tipo de apologia à discriminação racial, religiosa e social.

Diretório Estadual do Partido Liberal – SC”. 

Esta é a primeira eleição em que Wander Pugliesi se candidata a um cargo eletivo. De acordo com o sistema de relação de filiados a partidos do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ele foi filiado ao Partido Liberal em Pomerode em 1º de abril de 2020, três dias antes do fim do prazo para que filiados pudessem se candidatar nas eleições deste ano, que se encerrou em 4 de abril.

Com informações do site ND Mais

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.