Pré-candidatos a prefeito de Criciúma avaliam pesquisa do TN

Tribuna de Notícias publicou, na quinta-feira, os números referentes à intenção de voto dos criciumenses

Foto: Arquivo/ TN
- PUBLICIDADE -

A primeira pesquisa encomendada pelo Tribuna de Notícias, em parceria com o Grupo ND, junto ao Instituto Mapa, mostrou um panorama atual das intenções de voto do criciumense para as eleições municipais de 2020. Os números publicados na quinta-feira (24), apresentaram a situação de cada um dos sete pré-candidatos a prefeito.

Nos dois cenários apresentados (um apenas com o candidato a prefeito e outro com o vice junto), o atual chefe do Executivo, Clésio Salvaro (PSDB), aparece na primeira posição. Sozinho, ele possui 44% das intenções de voto, enquanto que ao lado de Ricardo Fabris (PSD), esses números caem para 41%.

- PUBLICIDADE -

A reportagem tentou o contato com Salvaro, para conferir como ele analisa a pesquisa. Porém, não foi obtido retorno até o fechamento desta edição.

Empate técnico

Na pesquisa, dois candidatos empataram tecnicamente pelo segundo lugar. No primeiro cenário, apenas com seus nomes, Cosme Barreto (Podemos) e Júlia Zanatta (PL) somam 10% cada. Com os vices, os números mudam para 14% e 11%, respectivamente.

Barreto atribuiu os números ao trabalho desenvolvido no comando da 6ª Região de Polícia Militar. “A gente fica extremamente feliz ao ver a repercussão positiva. Acreditamos que isso tem muito da própria instituição Polícia Militar, que a gente trabalhou em Criciúma por vários anos e comandando ultimamente toda a região. Parte disso aí tem esse trabalho da instituição policial militar. A gente sente o trabalho sendo reconhecido. Entendemos também pela leitura que se faz, que a cidade está querendo fazer uma mudança. Estamos tendo a coragem e caminhando. A cidade passa por uma mudança e a gente se coloca humildemente à disposição. Humanizar a administração, voltada às pessoas, ao cidadão”, analisa.

Já Júlia, diz seguir o exemplo do presidente Jair Bolsonaro, que mesmo atrás nas pesquisas, venceu as eleições presidenciais. “Eu não me baseio por pesquisas. Tirando pela eleição do Jair Bolsonaro na eleição de 2018, que ele sempre perdia nos cenários. Eu aprendi a não me basear em pesquisas, e me basear conversando com o povo. Minha melhor pesquisa é a conversa diária com o povo. E nisso está ótimo. Tenho recebido apoio diário”, destaca.

Pedido por mudanças

Pré-candidato do MDB, Dr. Aníbal ficou com 6% sozinho, e com 8% ao lado da vice, Lisiane Tuon (DEM). “Os números mostraram aquilo que a gente acompanha nas ruas, andando, que as pessoas querem uma mudança. Estamos sentindo nas andanças. A pesquisa mostrou que temos uma base consolidada. E em cima dessa base, podemos conseguir muito mais. Qualitativamente, estamos muito bem. Temos a base qualitativa para avançarmos no quantitativo”, analisou o pré-candidato.

Chico Balthazar, que disputará a eleição pelo PT, comemorou o avanço. Ele apareceu com 6% em ambos os cenários. “Pesquisa é como olhar uma fotografia. Tem quem ver como está no momento. E gostei, fiquei bem contente. Essa é a primeira pesquisa do TN. Antes, tinha outra que eu tinha 2%. Nesta eu tenho 6%. Significa que eu estou crescendo. Além disso, o fato de que o prefeito tinha 75% e agora tem 41 (%). É algo atingível. O prefeito hoje é um candidato derrotável”, afirmou.

Opostos

Pré-candidato do PDT, o deputado estadual Rodrigo Minotto apareceu com 3% em ambos os cenários. “Respeitamos os números. Cada instituto de pesquisa tem sua metodologia. Vamos aguardar as demais”, afirmou, através da sua assessoria de imprensa.

Já Ederson da Silva, do PSTU, apareceu com 3% das intenções de voto no primeiro cenário, e com 2% no segundo. “Acho que é um reconhecimento da população criciumense. Há um reconhecimento do trabalho que a gente desempenha na cidade ao longo dos anos. Que o partido faz ao longo dos anos. E se concretizou na pesquisa. A gente não tem rejeição, o que é um ponto positivo, e também ficamos empatado tecnicamente com um deputado eleito por dois mandatos. Então para nós é muito importante essa pesquisa. Acredito que podemos melhorar e, muito, depois que a campanha pegar o ritmo. A gente vai modificar muito ainda esses números. A população criciumense está cansada de mais do mesmo”, completa.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.