Karina Manarin: Governador precisa de 14 votos para evitar impeachment

A partir da admissão do processo, são dez sessões para a defesa, depois a formação de uma comissão com nove deputados que vai emitir parecer a ser levado em plenário e são necessários 27 votos para o afastamento por até 180 dias

Foto: Reprodução
- PUBLICIDADE -

Florianópolis

As primeiras informaçãoes sobre o processo de instalação do impeachment do Governador Carlos Moisés, do PSL e da vice, Daniela Reinher, sem partido, são que a partir da admissão, terá prazo de dez sessões para que os citados se manifestem. O rito oficial deve ser divulgado somente amanhã.

- PUBLICIDADE -

Há informações no entanto que após a manifestação, na Assembléia é formada uma comissão composta por nove deputados, respeitando a proporcionalidade de cada partido, responsáveis pela  análise e emissão de parecer sobre o pedido.

O prazo seria de até 60 dias, contados a partir da instalação da Comissão. Tal parecer se transforma em Projeto de Decreto Legislativo, pelo recebimento ou não da representação contra o Governador, que será levado a Plenário e para ser aprovado terá que ter 2/3 dos votos, ou seja, 27 dos 40 deputados. Se a votação fosse hoje, Moisés a conta feita nos bastidores é que o Governdor não teria os 14 votos necessários para evitar o afastamento.

Confira a matéria completa no blog da Karina Manarin, acessando:

https://karinamanarin.com.br/artigo/para-afastar-moises-sao-necessarios

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.