Governador lamenta o seguimento do processo de impeachment na Alesc

Carlos Moisés emitiu uma nota oficial na noite desta quinta-feira, dia 17

Fotos: Lucas Colombo/TN / Arquivo
- PUBLICIDADE -

Florianópolis

Após a sequência do processo de impeachment do governador Carlos Moisés ter sido aprovada pelos deputados da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) na noite desta quinta-feira, dia 17, o governador Carlos Moisés emitiu uma nota oficial lamentando o ocorrido.

- PUBLICIDADE -

Leia a nota na íntegra:

Crença na Justiça

O governador Carlos Moisés lamenta a decisão da Assembleia Legislativa de dar prosseguimento ao processo de impeachment nesta quinta-feira, 17. A pressa com a qual o presidente do Parlamento estadual levou o tema a plenário revela tão somente os interesses políticos daqueles que buscam o poder para fins pessoais e não respeitam o voto dos catarinenses, atentando contra a democracia.

O chefe do Executivo estadual permanece confiante na Justiça e no discernimento dos
desembargadores e deputados que irão apreciar a questão a partir da formação do Tribunal
Misto. A ação se baseia em um frágil argumento que não tem justa causa legal e tampouco
apresenta qualquer irregularidade praticada pelo governador, conforme já aferiram o Ministério Público Estadual e o Tribunal de Contas do Estado.

Apesar dos ataques e das tentativas de desestabilização, o governador se mantém firme na
missão de gerir o Executivo estadual para o bem dos catarinenses. Orgulha-se de uma
administração que já economizou mais de R$ 360 milhões para os cofres públicos com revisão de contratos, inovação e desburocratização de processos. Os investimentos, o desenvolvimento econômico, a saúde e o bem-estar da população seguem como prioridade.”, pontua o governador.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.