26.2 C
Criciúma, Brasil
quarta-feira, 25 de novembro de 2020.
- PUBLICIDADE -
Desembargador Rubens Schulz vota pelo arquivamento da denúncia: 4×3

Desembargador Rubens Schulz vota pelo arquivamento da denúncia: 4×3

Para Daniela, são quatro votos pelo arquivamento e dois pelo acatamento

Foto: Bruno Collaço/Agência AL
- PUBLICIDADE -

O desembargador Rubens Schulz, sétimo a votar no Tribunal Especial de Julgamento do Impeachment, votou pelo arquivamento da denúncia contra o governador Carlos Moisés da Silva e contra a vice Daniela Reinehr.

Com isso, já são 4 votos pelo arquivamento da denúncia contra o governador e três pelo acatamento da denúncia.

- PUBLICIDADE -

Para Daniela, são quatro votos pelo arquivamento e dois pelo acatamento.

O desembargador, após reclamação do deputado Sargento Lima (PSL), evitou ler todo o voto – de cerca de 90 páginas – e proferiu o posicionamento logo na sequência do parlamentar.

Lima disse que ler um parecer inteiro o faria um “papagaio alfabetizado”. Antes dele, três desembargadores tomaram cerca de duas horas cada para anunciar seu voto.

“Decisão transitada em julgada tem que ser cumprida. Se nós quebrarmos esse paradigma acabou o sistema”, disse. “Se ele não cumpre a decisão judicial ele responde por crime de responsabilidade”, complementou.

Os votos até agora:

Desembargador Luiz Alberto Civinski – pelo arquivamento

Deputado Kennedy Nunes – pelo prosseguimento da denúncia

Desembargador Sérgio Rizelo – pelo arquivamento

Deputado Mauricio Eskudlark – pelo prosseguimento da denúncia

Desembargadora Cláudia Lambert de Faria – pelo arquivamento

Deputado Sargento Lima – pelo arquivamento contra Daniela e pelo prosseguimento contra Moisés

Desembargador Rubens Schulz – pelo arquivamento

Deputado Luiz Fernando Vampiro – 

Desembargador Luiz Felipe Schuch – 

Deputado Laércio Schuster – 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.