Moisés projeta futuro em SC

Leia a coluna completa no Jornal Tribuna de Notícias

- PUBLICIDADE -

O governador Carlos Moisés da Silva já tem desenhados os dois cenários sobre a decisão do Tribunal Especial de Julgamento em relação ao processo de impeachment. Se o pedido de cassação for negado, Moisés fará uma ampla reforma do secretariado, vai tentar rearticular a base de apoio na Assembleia Legislativa e rever toda a política de comunicação do governo estadual.  Sendo acolhido o pedido de denúncia, o governador disse – mesmo afastado do cargo – que vai continuar trabalhando por sua defesa no Tribunal Especial de Julgamento, sempre com a alegação principal da ausência de justa causa.

Durante a entrevista aos veículos do Grupo ND, Moisés falou da fraude dos respiradores, anunciando que dia 6 de outubro haverá decisão da Justiça sobre ação de recuperação dos R$ 19 milhões do total de R$ 33 milhões pagos antecipadamente à Veigamed. Transmitiu várias informações sobre decisões de sua gestão que resultaram em economia de milhões de reais, como a revisão dos contratos, das obras executadas com recursos próprios e do que considera inovações na administração.

- PUBLICIDADE -

Com surpreendente tranquilidade para o momento crítico em que se encontra seu mandato, respondeu a várias questões, mas procurando valorizar o tempo com realizações governamentais.

Uma calma enigmática. Ou os assessores não repassam os dados sobre a delicada situação; ou o governo tem alguma carta poderosa na manga para acionar na Justiça; ou, então, a ficha ainda não caiu.

O conteúdo completo você acompanha na edição impressa do Jornal Tribuna de Notícias ou no TN Digital. Leia esta e muitas outras colunas, ligue para o (48) 3478-2900 e assine!

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.