Facínoras, polícia e direitos humanos

A coluna completa você confere na edição do Tribuna de Notícias

- PUBLICIDADE -

Os atos de violência praticados pela organização criminosa que espalhou pânico e um clima de intranquilidade nunca visto no Centro de Criciúma está a merecer uma profunda reflexão dos legisladores, das autoridades dos poderes, das entidades da sociedade civil e da população. Para começo de conversa, o combate à criminalidade no Brasil tem um confronto absolutamente desigual entre os bandidos e o sistema de segurança pública, como ficou comprovado mais uma vez na flagrante desigualdade entre bandidos e policiais no Sul.

O conteúdo completo você acompanha na edição impressa do Jornal Tribuna de Notícias ou no TN Digital. Leia esta e muitas outras colunas, ligue para o (48) 3478-2900 e assine!

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.