A força da comunicação regional

Leia a coluna completa no Jornal Tribuna de Notícias

- PUBLICIDADE -

Projeto de comunicação inovador e inédito no Brasil foi lançado no Palácio do Planalto, durante solenidade prestigiada pelo presidente Jair Bolsonaro, ministro das Comunicações, Fábio Faria, e secretário de Comunicação, Fábio Wajngarten. Liderado pela Acaert, com o Sindicato das Empresas de Rádio e TV, o projeto pretende aprimorar e ampliar a divulgação dos principais fatos de interesse público em Brasília, voltados para os diferentes Estados brasileiros. Começa na região Sul com o Grupo ND (Santa Catarina), Rede Massa (Sul), Grupo RIC (Paraná) e Grupo Pampa (Rio Grande do Sul).

A Rede Regional de Notícias funcionará como uma agência de notícias, integrada por jornalistas independentes e com larga experiência profissional na Capital Federal. A ideia deste projeto foi lançada no ano passado pelo então presidente da Acaert, empresário Marcelo Petrelli, presidente executivo do Grupo ND, aprimorada e ampliada com importantes adesões.

- PUBLICIDADE -

Santa Catarina, mais do que outras unidades, poderá se beneficiar diretamente com essa agência, com os profissionais cobrando medidas concretas das autoridades, atendendo as aspirações da população e solucionando seus problemas. Estado formado por um rico arquipélago de ilhas econômicas, culturais, étnicas, geográficas, gastronômicas e naturais, carece de muitas ações federais concretas e específicas de Brasília.

E o mundo digital revela que, mais do que nunca, o presente e o futuro estão na expansão e consolidação da mídia regional.

O conteúdo completo você acompanha na edição impressa do Jornal Tribuna de Notícias ou no TN Digital. Leia esta e muitas outras colunas, ligue para o (48) 3478-2900 e assine!

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.