Cavalo fora e Schulle perto

Leia a coluna completa no Jornal Tribuna de Notícias

- PUBLICIDADE -

A diretoria do Criciúma agiu na hora certa. A comissão técnica que estava no clube não conseguiria extrair mais do grupo de jogadores. A troca vem no momento que o time vai iniciar a disputa do returno. Ou seja, Itamar Schulle, caso seja confirmado pela direção, terá nove jogos, sendo cinco em casa e quatro fora, para tentar mudar o panorama no Majestoso. Atualmente, o Tigre é uma equipe em queda de produção e que se perdeu em maio aos desfalques das últimas partidas. Roberto Cavalo sai com um aproveitamento de 44%. Os números não eram bons e o futebol sem qualidade apresentado pelo time culminaram com a demissão do técnico, do auxiliar Wilsão, do preparador físico Willian Hauptmann e do diretor executivo Evandro Guimarães. Schulle chega hoje na cidade para negociar e terá que implementar outra mentalidade no grupo de jogadores. Somente com bastante trabalho para fazer o time carvoeiro voltar a trilhar o caminho das vitórias.

Hora de reagir

- PUBLICIDADE -

Normalmente quem está pressionado reage. E a expectativa com a troca de comissão técnica no Criciúma, é que os jogadores se dediquem um pouco mais. E essa reação positiva aconteça dentro de campo. Somente Itamar Schulle ou qualquer outro profissional não conseguirá mudar o rumo do campeonato. Será preciso dedicação de todos os jogadores. Especialmente aqueles em que se tem uma expectativa maior, como Carlos César, Foguinho, Michel, Eduardo, Kaike, entre outros.

Vacas magras

Itamar Schulle pegou uma época de “vacas magras” no Criciúma. Entre 2009 e 2010, o treinador comandou o clube na época que tinha como presidente Cascão Búrigo. Foi uma fase de muita dificuldade financeira. Itamar obteve 11 vitórias, três empates e nove derrotas.

O conteúdo completo você acompanha na edição impressa do Jornal Tribuna de Notícias ou no TN Digital. Leia esta e muitas outras colunas, ligue para o (48) 3478-2900 e assine!

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.