Agora é com o Itamar Schülle

Leia a coluna completa no Jornal Tribuna de Notícias

- PUBLICIDADE -

A bomba agora está nas mãos do Itamar Schülle. A missão do treinador é fazer o Criciúma alcançar entre 15 e 18 pontos para chegar à segunda fase do Campeonato Brasileiro da Série C. É uma pontuação que para ser alcançada exige um melhor futebol da equipe carvoeira. Para tal, Schülle sabe que precisa ser forte em casa e também buscar pontuar fora, algo que Roberto Cavalo não conseguiu. Serão cinco jogos em casa e quatro compromissos longe do Majestoso. Nada melhor que começar essa árdua missão com uma vitória diante do Londrina, adversário direto na luta pela classificação.

Conhece a competição

- PUBLICIDADE -

Itamar Schülle já fez bons trabalhos na Série C. E o destaque ficou por conta do acesso já alcançado com o Cuiabá. Lembrando que há 11 anos, ainda em 2009, o próprio treinador comandou o Tigre na Série C, evitando um rebaixamento para a Série D, em uma época de muita dificuldade financeira do clube. Ao ser apresentado ontem à tarde na Sala de Imprensa Clésio Búrigo, Itamar fez questão de relembrar a importante passagem dele pelo Heriberto Hülse.

Bom ambiente

Schülle fez questão de citar a importância de ter um bom ambiente de trabalho para tentar o acesso com o Criciúma. E isso passa por ter salários em dia e um grupo de jogadores com afinidade junto a comissão técnica e direção. Tudo isso pode ficar ainda mais difícil de ser alcançado em caso de revés contra o Londrina, no domingo. Por outro lado, superando o time paranaense esse tal “bom ambiente” fica mais fácil de ser conquistado.

O conteúdo completo você acompanha na edição impressa do Jornal Tribuna de Notícias ou no TN Digital. Leia esta e muitas outras colunas, ligue para o (48) 3478-2900 e assine!

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.