Urussanga tem 97,3% de cura entre os casos confirmados da Covid-19

Foto: Divulgação Prefeitura de Urussanga
- PUBLICIDADE -

A secretaria de Saúde de Urussanga e a equipe da Vigilância Epidemiológica apresentam balanço dos números relacionados à Covid-19, desde o início da pandemia até o dia 23 de setembro. Os dados apurados dão conta de que 97,3% das pessoas que testaram positivo para o novo coronavírus, no Município, estão curadas. São 702 casos confirmados e, destes, 683 curas. Quatro pessoas seguem em tratamento, três em domicílio e uma internada em clínica médica.

No total, desde o início das ações de enfrentamento à pandemia, foram realizados 3.407 testes (941 PCR, 1.985 testes rápidos, e 481 exames particulares). A equipe de saúde ainda monitora 20 casos suspeitos que estão aguardando o resultado de exame PCR. E confirma, lamentavelmente, 15 óbitos.

- PUBLICIDADE -

Testagem de acamados e colaboradores de farmácias privadas

Entre as ações de enfrentamento também foram testados os profissionais de saúde, caminhoneiros, servidores públicos… Nesta semana iniciaram os testes rápidos para pacientes acamados, total de 56 pessoas, e aos colaboradores de farmácias privadas, aproximadamente 50 profissionais. Segundo a secretária de Saúde, enfermeira Ingrid Zanellato, a definição por estes grupos se deu pela vulnerabilidade de ambos.

“Definimos por estes grupos uma vez que os acamados estão dentro do grupo de risco e apresentam vulnerabilidade assim como os profissionais das farmácias, uma vez que estes estão em atendimento direto à população e tem uma grande demanda”, explica Ingrid acrescentando que esta ação tem por objetivo aumentar o número de pessoas testadas “e, assim, obter o diagnóstico antecipado”.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.