Unesc sedia de forma virtual o 18º Encontro Estadual de História

Professores, estudantes, pesquisadores e profissionais da História se reúnem em evento sediado pela Unesc

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

Os primeiros passos do 18º Encontro Estadual de História da Associação Nacional de História – seção de Santa Catarina (ANPUH-SC) foram dados nesta terça-feira (10/11). O evento, sediado de forma virtual pela Unesc, segue até sexta-feira (13/11) reunindo professores, estudantes, pesquisadores e profissionais da área da História diante de estudos, debates e discussões sobre “Direitos Humanos, sensibilidades e resistências”.

A abertura oficial das atividades foi transmitida no canal Unesc TV no YouTube, no qual a presidenta da Associação Nacional de História, Márcia Motta, ministrou palestra sobre “O Rural Redescoberto. Amnésia social e resistência”.

- PUBLICIDADE -

A mesa de honra virtual da noite contou com a presença do diretor de Ensino de Graduação da Unesc, Marcelo Feldhaus, representando a reitora da Universidade, Luciane Bisognin Ceretta. Para Marcelo, receber um evento de tamanha relevância nacional é uma honra para a Instituição que tanto presa pelo ensino das Licenciaturas e há 25 anos forma profissionais em seu curso de História.

“Temos muito orgulho de ter o curso de Licenciatura de História, que comemora em 2020 suas Bodas de Prata. Ao longo desse tempo o curso vem contribuindo fortemente na formação de professores e apresenta uma geração qualificada de graduados, mestres e doutores, que atuam sobremaneira na qualificação do Ensino de Graduação e na Educação Básica”, citou Feldhaus.

Quem coordena a comissão organizadora do 18º encontro é o professor da Unesc, Tiago da Silva Coelho. Conforme o coordenador, o desafio de realizar o evento em um ano de tamanhas incertezas diante da pandemia de Covid-19 foi intenso. “Ao transferirmos para esta data o evento que estava marcado para agosto tínhamos ainda um pouco de esperança de podermos nos encontrar pessoalmente. Infelizmente não foi dessa vez, mas a alegria, a realização e os aprendizados que teremos juntos serão tão grandes quanto se estivéssemos juntos fisicamente”, endossou.

Também engajada na organização do evento estadual, a coordenadora do curso de História da Unesc, Michele Gonçalves Cardoso, acrescentou seus sentimentos à fala de Tiago. Conforme ela, em 2018 quando o grupo aceitou o desafio de sediar o evento jamais imaginava que uma pandemia seria o principal percalço da organização.

“Nós queríamos encontrar todos vocês aqui nos nossos corredores e nos vários momentos de socialização que teríamos. Mas, respeitando o distanciamento social necessário a este momento, é com muita responsabilidade que buscamos neste momento enfrentar o desafio de mobilizar toda a estrutura e pensar um evento totalmente virtual para que a gente garanta esse espaço de convivência, mesmo nesta modalidade, de debate e aprendizado”, pontuou a professora, que agradeceu ainda o empenho da Universidade em disponibilizar a melhor estrutura possível para a realização de um evento virtual desta magnitude.

A mesa de honra da noite contou ainda com a fala do diretor da ANPUH, Rogério Rosa Rodrigues. Em sua fala, Rodrigues fez uma análise dos acontecimentos do ano e reflexões acerca de seus significados no contexto histórico das comunidades.

A programação do 18º Encontro Estadual de História da Associação Nacional de História segue até a tarde de sexta-feira (13/11) e as inscrições para as atividades ainda podem ser feitas pelo site https://www.encontro2020.sc.anpuh.org. Na mesma página é possível conferir a agenda completa das ações preparadas para o Encontro.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.