Um Corpus Christi diferente

Celebrações foram acompanhadas por uma quantidade mínima de pessoas, enquanto a procissão pelas ruas da cidade foi motorizada

- PUBLICIDADE -

Gustavo Milioli/Especial
Criciúma

A solenidade de Corpus Christi foi celebrada de uma maneira diferente em Criciúma nessa quinta-feira. Devido à pandemia do coronavírus e seguindo as regulamentações do Governo do Estado que impedem a aglomeração de pessoas, a Santa Missa, conduzida pelo bispo diocesano Dom Jacinto Inácio Flach, foi assistida por uma quantidade reduzida de fiéis na Catedral São José, que teve 30% da capacidade da igreja liberada. Pelas redes sociais, quem não pôde comparecer, teve a oportunidade de acompanhar a missa de maneira remota.

- PUBLICIDADE -

Depois da adoração, a tradicional procissão foi motorizada. Em carreata, o Santíssimo Sacramento passeou pelas ruas da cidade, abençoando as comunidades da Paróquia São José. Os tapetes em volta da Catedral precisaram ficar para o próximo ano.
“Pedimos para que rezem por todos os adoecidos no mundo inteiro, que não podem receber os últimos Sacramentos. Que Deus olhe com misericórdia para todos os enfermos”, enfatiza o bispo Dom Jacinto

O sacerdote destacou que esse momento é inédito nos últimos 2 mil anos da Igreja Católica. “Gostaríamos de ver essa igreja cheia, mas ficamos felizes com os que vieram e com os que nos acompanharam pelos meios de comunicação. Que Deus possa abençoar a todos igualmente e que busquemos na Eucaristia a força necessária para este momento da história que estamos vivendo”, afirma.

O aposentado José Ricardo Strapazzon, de 67 anos, fez questão de externar sua fé presencialmente. Assim como os outros, ele precisou passar álcool em gel na entrada e na saída da Catedral, além de manter uma distância mínima de 1,5 metro em relação a outras pessoas. “Todos os anos eu venho para agradecer, agora não poderia ser diferente. Oro muito para que esse problema mundial acabe logo e que possamos retomar a nossa vida com normalidade”, conta.

Em Criciúma, celebrações aconteceram também nas paróquias dos bairros Boa Vista, Cidade Mineira, Rio Maina, Quarta Linha, Pinheirinho, Michel, Próspera e Santa Bárbara.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.