Sistema de Esgotamento tem 85% das obras concluídas no bairro São Luiz

Casan atua no assentamento do emissário de efluente entre o Cemitério Municipal e o Banco Bradesco. Trânsito foi interrompido no local, mas há um desvio para os motoristas

Foto: Guilherme Cordeiro/ TN
- PUBLICIDADE -

Criciúma

Mais uma etapa das obras de ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) da Avenida Santos Dumont iniciou nesta semana. As frentes de trabalho atuam no assentamento do emissário de efluente bruto, na principal via do bairro São Luiz, trecho entre o Cemitério Municipal até as proximidades do Banco Bradesco (apenas referência), no bairro Pinheirinho, em Criciúma.

- PUBLICIDADE -

De acordo com o gerente da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) de Criciúma, Jaison Speck Araújo, aproximadamente 85% das obras naquela região já foram concluídas. “Nós já fizemos toda a parte de esgotamento sanitário na Avenida Santos Dumont, e estamos agora na parte do emissário, que coleta todo o esgoto do São Luiz e dali vai para a estação em uma tubulação única”, explica.

O gerente explica que essa etapa também faz parte da mesma obra que contemplou intervenções da ampliação da rede pública de esgoto em 60 ruas do bairro, com o assentamento de 29km da rede coletora, Caixas de Inspeção (CIs) e equipamento necessário para as futuras ligações domiciliares. “A nossa parte da Avenida Santos Dumont a gente já fez, agora estamos com essa parte do Fórum para frente que deve levar 15 dias para ser finalizada”, acrescenta.

Trânsito alterado na Avenida Santos Dumont

Nos próximos dias, a Casan pede que os motoristas que trafegarem pelo bairro São Luiz fiquem atentos às placas de sinalização. Por conta das obras e as frentes de trabalho atuando nas vias, o trânsito na Avenida Santos Dumont fica interrompido, com desvios entre as ruas Giácomo Sânego Neto e Eugenio Tessman para não atrapalhar o fluxo de veículos no bairro.

Casan pede que moradores não façam ligações domiciliares

Em nome da Casan, o gerente pede para que os moradores do bairro São Luiz não façam as ligações de esgoto sem que a obra seja concluída. “Tem muitas pessoas que estão fazendo, aí nós vamos a um trecho dar continuidade em um trabalho e a rede está cheia de esgoto, se for para um local que não está adequado ainda, pode gerar um dano ambiental”, finaliza Speck.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.