Siderópolis: Donos de bares recebem orientação para funcionamento

Além de membros do Governo Municipal, a reunião também contou com a presença do Comandante da Polícia Militar de Siderópolis

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

Siderópolis

Nesta sexta-feira, dia 26, a Prefeitura de Siderópolis realizou uma reunião com representantes de bares, casas noturnas, lojas de conveniência e similares do município. O encontro teve como objetivo informar sobre o atual quadro da pandemia na região da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec), com o aumento considerável no número de casos de Covid-19, e discutir em conjunto medidas restritivas de prevenção à doença.

- PUBLICIDADE -

“É importante primeiro orientarmos. Chamamos os proprietários e colocamos a gravidade da situação, da previsão de falta de leitos em UTI já nas próximas semanas, para que todos tenham conhecimento e cobrem dos seus clientes que respeitem o protocolo de prevenção. Sobretudo, das pessoas idosas, que frequentam bastante os bares. A princípio, não vamos restringir horário. Mas se a situação se agravar também deveremos restringir os horários e a circulação de pessoas. Foi uma reunião muito produtiva e espero que contribua no controle do vírus”, destaca o prefeito de Siderópolis, Hélio Cesa, o Alemão.

Segundo Albertino Ferreira, proprietário do Aguaí Santuário Ecológico, a reunião foi muito importante para discutir estratégias eficientes de ação em conjunto. “Temos que ser bastante rigorosos e cobrar dos nossos clientes para que cumpram o protocolo de prevenção da doença. Porque, se eles não respeitarem, vai ser o nosso estabelecimento que será fechado. Será muito importante este procedimento padrão. É fundamental cada um fazer a sua parte, tanto os proprietários como os clientes”, avalia Beto.

Além de membros do governo municipal, a reunião também contou com a presença do Comandante da Polícia Militar de Siderópolis, Everaldo Martins. “A Polícia Militar está trabalhando na fiscalização, para que seja cumprido o protocolo de prevenção ao coronavírus. Não estamos restringindo o direito de ninguém. Mas, caso seja necessário, poderemos tomar medidas mais duras. Quem souber de algum desrespeito ao protocolo, como a aglomeração de pessoas e festas, pode fazer a denúncia pelo telefone 190”, destaca o comandante.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.