SC: Governador e presidente sobrevoam municípios atingidos por enxurrada

Governador Carlos Moisés recebeu o presidente Jair Bolsonaro para fiscalizar a situação dos municípios do Alto Vale do Itajaí

Fotos: Divulgação / Secom
- PUBLICIDADE -

O governador Carlos Moisés recebeu o presidente Jair Bolsonaro na manhã deste sábado, 19, no aeroporto de Navegantes. Bolsonaro veio ao estado conferir a situação dos municípios atingidos pela enxurrada no Alto Vale do Itajaí. O presidente chegou a Santa Catarina no fim da manhã e, após receber as atualizações sobre a situação, sobrevoou a região junto com Carlos Moisés, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, o chefe da Defesa Civil do Estado, Aldo Baptista Neto, o senador Jorginho Mello e outras autoridades.

“O Governo do Estado segue o trabalho na região, com equipes mobilizadas.Toda assistência e resposta a este desastre estão sendo prestadas, iniciando imediatamente após a ocorrência. Santa Catarina lamenta as vítimas desta tragédia e, mais uma vez, agradece a solidariedade e o apoio do presidente e do Governo Federal para a reconstrução. Reforço também os agradecimentos aos voluntários e às entidades, todos empenhados a reconstruir a cidade e a oferecer apoio às famílias atingidas”, enfatizou o governador.

- PUBLICIDADE -

Jair Bolsonaro assegurou que o Governo Federal, via Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), continuará oferecendo apoio no atendimento às vítimas e na elaboração dos planos de trabalho para mitigação dos danos.

Além do presidente Bolsonaro e do ministro Rogério Marinho, o secretário nacional da Defesa Civil, Alexandre Lucas Alves, também veio a Santa Catarina e participou de reuniões do Grupo de Ações Coordenadas que está sediado no Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres de Rio do Sul (Cigerd).

Após se despedir do presidente no aeroporto de Navegantes, o governador Carlos Moisés retornou a Presidente Getúlio para verificar os estragos in loco e levantar de que maneira o Estado pode prestar mais auxílio ao município e a todos os atingidos. Na sequência, o governador foi a Rio do Sul (foto), onde também verificou os danos causados pela enxurrada.

Enxurrada no Alto Vale

De acordo com o relatório divulgado pela Defesa Civil de Santa Catarina neste sábado, 19, subiu para 15 o número de mortes provocadas pela enxurrada. Destas, 12 foram registradas em Presidente Getúlio, duas em Rio do Sul e uma em Ibirama. Equipes do Corpo de Bombeiros seguem as buscas a seis desaparecidos.

De acordo com a Defesa Civil, num intervalo de seis horas, foram registrados 120 milímetros de chuva, o que provocou a forte enxurrada de água e detritos na região, na noite de quarta-feira e madrugada da última quinta, 17.

Cerca de 5 mil itens de assistência humanitária estão sendo entregues pela Defesa Civil na região. Abrigos para atender a população desalojada estão abertos em Rio do Sul e Presidente Getúlio – município mais atingido pelo desastre.

Alerta

A Defesa Civil mantém o alerta de risco alto de deslizamentos nos municípios do Alto Vale neste sábado, 19. Os eventos meteorológicos são acompanhados em tempo real pelo Centro de Monitoramento e Alerta, que funciona no Cigerd, de onde são emitidos avisos e alertas para toda a população. O objetivo é manter as pessoas em segurança e reduzir os prejuízos com informações que permitem ações de prevenção.

Recomendações da Defesa Civil

A Defesa Civil de Santa Catarina recomenda não transitar em áreas alagadas. A atenção deve ser redobrada para sinais de problemas nas estruturas nas residências. Rachaduras, paredes inclinadas, portas e janelas com dificuldade para fechar são alguns desses indícios.

Já nas proximidades de barrancos ou encostas, devem ser observados postes e árvores inclinados que indicam movimentação do solo ou risco de deslizamento.

Quando constatado qualquer sinal de problemas, a indicação é deixar o local e acionar a Defesa Civil municipal ou o Corpo de Bombeiros Militar.

Via Governo de Santa Catarina

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.