Projeto de passarelas sobre o Rio Ronco D´água é aprovado

Também será dada continuidade na ciclovia da SC-445, que segue para fase de licitação

Foto: Arquivo / TN
- PUBLICIDADE -

Morro da Fumaça/Içara

Foi aprovado ontem, em Florianópolis, o projeto que dá continuidade à ciclovia na SC-445, rodovia Olívio Cechinel, em Morro da Fumaça. Além disso, será realizada a construção de passarelas metálicas sobre o Rio Ronco D´água, que liga o município fumacense a Içara. De acordo com o secretário de Infraestrutura do Estado, Thiago Vieira, o projeto segue para fase de licitação, onde as empresas irão concorrer para a realização das obras. “Segurança viária e desenvolvimento. Essas são as duas premissas do governo no momento de executar obras no Estado”, declara Vieira.

- PUBLICIDADE -

O deputado José Milton Scheffer anunciou que essa é uma reivindicação da comunidade e uma luta dos parlamentares e governantes locais. “Tenho muito orgulho em ver um compromisso assumido como as pessoas sair do papel. Isso é trabalho”, afirma Scheffer.

A deputada Ada De Luca também realizou o anúncio em sua rede social. Ela lembrou da indicação que foi feita no início de junho para que o governo realizasse as obras. “Faz muito tempo que nós cobramos o término das pontes na parte das calçadas e ciclovias. Atuamos com as ferramentas legislativas. Segurança e respeito para as pessoas: esta é a nossa bandeira”, diz Ada.

SC-442                         

Na rodovia estadual que liga Cocal do Sul a Morro da Fumaça (SC-442), o secretário de infraestrutura do Estado revela que, ainda nessa semana, o governador Carlos Moisés deve fazer o anúncio de realização de obras de pavimentação no local. “Esse será mais um importante investimento para escoar a produção e promover desenvolvimento na região”, informa Vieira. Ele não deu detalhes de valores e prazos sobre as obras. Segundo ele, o governador poderá vir à região para realizar esse anúncio.

Via rápida

O último trecho da Via Rápida, que corta Criciúma, Içara e Balneário Rincão tem previsão de continuidade das obras apenas para o ano que vem. Isso porque o secretário alega que é necessário que uma operação de crédito seja consumada para que o Estado tenha capacidade financeira de bancar os custos.

“O estado passa a ter uma nota de capacidade de endividamento. Esse ano, em razão da questão fiscal, nós vamos conseguir elevar a nota C para nota B, o que vai permitir fazer operações de crédito. Não havendo possibilidade, nós faremos as obras necessárias com recurso próprio”, destaca Vieira.

Com relação a iluminação da via, o secretário informou que não compete à Secretaria de Infraestrutura nesse momento, visto que o projeto de iluminação está em fase de cotação junto à Celesc. “O que coube na nós, nós fizemos os devidos encaminhamentos”, lembra Vieira.

Quanto à Rodovia Jorge Lacerda, em Criciúma, que encontra-se em péssimas condições de trafegabilidade, é necessário aguardar uma decisão judicial para que o Governo do Estado encaminhe a ordem de serviço para a pavimentação asfáltica no local. “Acreditamos que o nosso poder judiciário faça isso o mais breve possível”, conclui Vieira.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.