Programa de crédito para empresas atingidas no Alto Vale do Itajaí

O recurso vai permitir recompor estoques, reformar estruturas, adquirir máquinas e equipamentos, além de assegurar capital de giro para comércio, indústria e prestadores de serviços

Foto: Divulgação / CBMSC

- PUBLICIDADE -

Empresas de Rio do Sul, Ibirama e Presidente Getúlio, atingidas pela enxurrada do dia 18 de dezembro, vão ter acesso a uma linha de crédito com juro subsidiado. O recurso vai permitir recompor estoques, reformar estruturas, adquirir máquinas e equipamentos, além de assegurar capital de giro para comércio, indústria e prestadores de serviços. O evento climático afetou duramente os três municípios, prejudicando toda a atividade empresarial, danificando a infraestrutura das cidades, destruindo lavouras e provocando a morte de 21 pessoas.

A Medida Provisória a ser assinada na primeira semana de janeiro pelo governador Carlos Moisés vai criar uma linha de crédito de R$ 30 milhões, que será operada pelo Badesc. A intenção é atender Micro, Pequenas e Médias Empresas e assegurar crédito mais acessível para permitir a retomada destes negócios. Serão viabilizadas operações entre R$ 30 mil e R$ 200 mil, com 12 meses de carência e 36 meses para pagamento. Os juros serão 100% subsidiados pelo Governo, desde que os tomadores honrem as parcelas dentro do prazo de vencimento. O cálculo é de que o recurso permita atender de cem a mil empresas, conforme o valor das operações. O crédito poderá ser solicitado até 60 dias após a homologação do Decreto de Estado de Calamidade Pública.

- PUBLICIDADE -

Segundo o governador Carlos Moisés, o apoio aos municípios do Alto Vale do Itajaí deve ser o embrião do RecomeçaSC, que pretende se tornar um programa de apoio de crédito permanente, voltado a empreendedores de cidades atingidas por eventos climáticos extremos. “A intenção é de que o projeto seja discutido com a Assembleia Legislativa e ampliado para atender todo o Estado, sempre que necessário. Acreditamos que teremos o apoio dos deputados porque Santa Catarina tem, infelizmente, um histórico de eventos climáticos extremos”, afirma.

O Governo do Estado fará, sempre que necessário, a ativação do programa e aporte de novos recursos.

Via Governo de Santa Catarina

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.