Prefeitos vão impor maior rigidez para aumentar o distanciamento social

Os prefeitos da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (AMREC), em conjunto com secretários de saúde, estiveram reunidos na sede da Associação para debater a minuta de um decreto contendo medidas de combate a pandemia, que será ser adotada de forma regional.

Foto: Divulgação Amrec
- PUBLICIDADE -

Os prefeitos da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (AMREC), em conjunto com secretários de saúde, estiveram reunidos na sede da Associação para debater a minuta de um decreto contendo medidas de combate a pandemia, que será ser adotada de forma regional.

O documento segue a matriz de Criciúma, avançando na proibição de jogos que causem aglomerações nos bares (baralho, sinuca, bocha e similares). O protocolo de medidas prevê ainda ainda um aumento de pessoas nas mesas dos restaurantes, passando de quatro para seis pessoas, medida que será acolhida também pelo município de Criciúma. O protocolo prevê também a criação um comitê de combate ao Covid-19.

- PUBLICIDADE -

A coordenadora da Comissão Intergestores Regional (CIR-Carbonífera) e secretaria de saúde de Nova Veneza, Maristela Vitali Cúbico, comenta a reunião. “É importância para que se tome decisão regional em nível de AMREC”, diz a secretária, que afirma que agora a região passa contar com a formação de comissões técnicas, que vai também nos auxiliar na tomada de decisões.

O presidente da AMREC e prefeito de Cocal do Sul, Ademir Magagnin, falou do decreto e que a população precisa colaborar. “As medidas que vamos adotar são restritivas, mas não é restritivo no sentido da produção. Queremos manter com que as pessoas trabalhem, mas no sentido de restringir a aglomeração. O cidadão tem que ter consciência da grande responsabilidade para nos mantermos juntos, população, saúde e o sistema epidemiologia para conter o avançar dos vírus”, disse o presidente da AMREC.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.