Plataforma Sul foi parcialmente removida em Balneário Rincão

Estrutura submersa passará por nova avaliação para ser destruída. Na Zona Norte, sem risco iminente de desabamento

Foto: Divulgação/ Assessoria de Balneário Rincão
- PUBLICIDADE -

Balneário Rincão

Após o desabamento que atingiu a plataforma da Zona Sul do Balneário Rincão, no domingo, na manhã desta segunda-feira, dia 14, a estrutura foi parcialmente removida. Ainda há a propriedade submersa, que deve passar por nova avaliação técnica para definir como será destruída. De acordo com a prefeitura, a falta de manutenção foi o que acabou agravando a situação, que já era registrada no local há pelo menos cinco anos.

- PUBLICIDADE -

“Uma parte que estava em pé já foi derrubada, e a parte que está no mar, com a máquina, não foi possível. Faremos um novo estudo para conseguir fazer a remoção daquela estrutura que já está meio comprometida. Nesse primeiro momento ela não vai ser destruída (parte submersa), isso vai depender de como vai correr na justiça”, explica o engenheiro agrimensor da Defesa Civil do município, Anderson Moreira Douglas.

Ainda conforme o profissional, o intuito é retirar toda a estrutura que está na areia – ainda falta uma parte, para que não haja novos desabamentos no local. “A ideia é remover tudo para evitar que as pessoas transitem por baixo, provavelmente até o fim da semana será destruído e feito a limpeza de tudo”, acrescenta Douglas.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.