Obras na Rodovia Jacob Westrup seguem a todo vapor

Até o momento, frentes de trabalho não atrapalham a circulação de veículos nos municípios de Forquilhinha e Maracajá

Foto: Guilherme Cordeiro/TN
- PUBLICIDADE -

Frentes de trabalho já atuam no asfaltamento da Rodovia Jacob Westrup, que liga a BR-101 com o Planalto Serrano, passando por Maracajá, Forquilhinha, Nova Veneza, Siderópolis, Treviso e Lauro Müller. A obra é um grande sonho da região Sul há mais de três décadas e, cada passo, caminha para mais próxima de ser realizada. O valor total destinado à revitalização da estrada ultrapassa R$ 13 milhões, com investimentos do Governo de Santa Catarina, por meio da Secretaria do Estado de Infraestrutura e Mobilidade.

No município de Maracajá, as obras estão previstas para durarem aproximadamente um ano ou até menos. “Estamos executando a terraplanagem e drenagem no trecho da rodovia em que será implantado o novo trajeto, nos terrenos doados pelos agricultores. Estamos executando o corpo de aterro com cascalho, material cedido pelo município. Na próxima semana a empresa iniciará a execução da sub base também neste trecho”, explica a diretora do Departamento de Obras da Prefeitura de Maracajá, engenheira Vanessa Jerônimo.

- PUBLICIDADE -

Ainda conforme a engenheira de Maracajá, o trecho escolhido para dar início às obras foi definido junto aos agricultores da região. “Apesar de causar bastante interferência nas granjas de arroz é o ponto com a maior frente de trabalho. Durante o próximo mês os trabalhos continuarão sendo focados nesse ponto e na terraplanagem e drenagem do trecho. Quanto os desvios, nós não realizamos nenhum e o trânsito continua circulando normalmente, tendo em vista que ainda não iniciamos os trabalhos no traçado existente da rodovia. As entradas e saídas de máquinas e caminhões estão sinalizadas”, acrescenta.

Obras em Forquilhinha

Já no perímetro de Forquilhinha, a revitalização está estimada em mais de 500 dias de execução. “Já temos obras em todo o trecho, em alguns lugares tem drenagem sendo executada. Os serviços iniciaram com a retirada do material orgânico e agora estão sendo feitas as drenagens no trecho inicial”, explica o engenheiro da prefeitura de Forquilhinha, Leandro Back.

Sem desvios até o momento

Até o momento, o município de Forquilhinha segue com o trânsito fluindo normalmente. “Não há desvios por enquanto, outros têm alargamento da faixa de domínio e outros somente demarcação com estacas, que não prejudica a circulação. Assim que as drenagens estiverem concluídas será efetuado o aterro, nesta etapa será necessário fazer desvio, que já está previsto pela Rodovia Gabriel Eyng que fica do outro lado do rio, utilizando as pontes existentes para acesso”, finaliza Back.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.