NDTV amplia o horário de programação local

Com investimento em equipamentos de última geração, emissora busca ser referência na televisão de Criciúma e região

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

A partir da próxima terça-feira, dia 8, às 11h50min, a NDTV ampliará a atuação em Criciúma e região. Atualmente, a emissora apresenta cinco minutos de programação local, esse número passará para duas horas, a partir deste dia. “Precisávamos apostar em Criciúma. Com certeza, teremos sucesso, pois estamos sendo bem recebidos”, explica o presidente executivo do Grupo ND, Marcelo Corrêa Petrelli.

Com essa programação, a intenção da empresa é ser a primeira colocada em audiência até o final de 2021. “A gente tem uma forma diferente de fazer: humilde, simples, presente, dedicada, comprometida, engajada para o melhor das pessoas e da cidade no aspecto político, econômico, social e esportivo”, pontua Petrelli.

O investimento inicial é de três milhões de reais e o projeto de ampliação do horário local não é exatamente novo. “Estamos com esse projeto há três anos. Entendemos, o ano passado, que era hora de fazer em março deste ano, mas pela pandemia, nós prorrogamos. Entretanto, entendemos que deveríamos fazer já e não aguardar o ano que vem, por conta de uma solução, e, sim, fazer investimento porque a gente percebe que Criciúma está totalmente madura”, diz Petrelli.

Para o presidente executivo do grupo, Criciúma cresceu. “As pessoas estão unidas e motivadas, as empresas estão fortalecidas e o meio político está em sintonia, basta ver o que aconteceu na reeleição do prefeito. Mostra que há uma união e um projeto para a cidade. Há um engajamento social, político e empresarial e nós queremos fazer parte disso”, destaca.

Uma dívida com Criciúma

Petrelli ressalta que o Grupo ND tinha uma dívida com Criciúma. “Temos que ter humildade nesse momento: a gente nunca atendeu o que a região Sul merecia. A região Sul, de 10 anos para cá, deu um salto: BR-101, Porto de Imbituba, a Via Rápida, em Criciúma, assim como Içara, Cocal, Nova Veneza, Araranguá, Sombrio, Tubarão, Imbituba, Braço do Norte… Uma região muito rica. A gente não fez o papel que deveria fazer, mas, em compensação, a gente chega com uma estrutura nova”, enfatiza.

O investimento inicial é em equipamentos novos. “Nunca iniciamos uma estrutura de televisão tão organizada: investimento de qualidade, equipamentos novos. A gente geralmente faz um remanejamento e aqui foi tudo novo. Profissionais de alto gabarito, nós estamos contratando. Então, a gente já entra em um nível extremamente relevante. Aumentamos a oferta de cinco minutos para duas horas. A gente se propõe a fazer essa confiança, credibilidade e assistência já no primeiro ano”, finaliza.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.