MP exige que município de Criciúma providencie adequação das calçadas

Proprietários de imóveis no perímetro devem ser notificados em até seis meses

Foto: Lucas Colombo/ Arquivo TN

- PUBLICIDADE -

Criciúma

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), por intermédio da 5ª Promotoria de Justiça de Criciúma, propôs Ação Civil Pública contra o município de Criciúma, objetivando à adequação das calçadas para fins de acessibilidade em um raio de um km – a partir do Terminal Central de Passageiros, com base nas normas técnicas vigentes (NBR 9050:2004) e nas leis federal e municipal.

- PUBLICIDADE -

No caso em questão, não obstante as principais vias de circulação de veículos e pessoas do município, em especial aquelas localizadas no raio de um km a partir do Terminal Central de Passageiros, serem abertas e pavimentadas há décadas, verifica-se que os imóveis confrontantes com a via pública, em sua esmagadora maioria, não estão com as calçadas/passeios públicos acessíveis, isto é, os proprietários desses imóveis contam com a inércia da municipalidade, deixando a própria sorte as pessoas que circulam nessas calçadas, principalmente, frisa-se, aquelas com deficiência ou com mobilidade reduzida, sujeitos a acidentes de todo tipo e impedidos do exercício pleno da cidadania.

Registra-se, a Área objeto da Ação Civil Pública (excluindo-se a Avenida Centenário, pois objeto da ACP nº 0900340-49.2019.8.24.0020) compreende a seguinte delimitação:

– A partir do Terminal Central de Passageiros até a altura da Rua Engenheiro Fiúza da Rocha;

– A partir do Terminal Central de Passageiros até a altura da Rua São Vicente de Paula;

– A partir do Terminal Central de Passageiros até a altura da Esquina da Rua Álvaro Catão e Rua Frei Caneca;

– A partir do Terminal Central de Passageiros até a altura da Rua Aureliano Dias.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.