Morro da Fumaça: mandalas de crochê de Estação Cocal foram roubadas

Segundo membros da comunidade, essa é a primeira vez que ocorre furto da decoração

Foto: Arquivo TN
- PUBLICIDADE -

Morro da Fumaça

A população do distrito de Estação Cocal ficou triste neste fim de semana. Várias decorações natalinas em forma de mandalas, e feitas em crochê, foram literalmente furtadas. Elas enfeitavam a praça do distrito, num trabalho feito por mulheres voluntárias.

- PUBLICIDADE -

Isso já acontece há cinco anos. Essas mandalas são confeccionadas por essas mulheres com material recebido em doação por pessoas e empresas da comunidade. E é a primeira vez que acontece esses furtos, o que deixou a comunidade e as artesãs muito tristes. Essas artesãs são chamadas de crocheteiras e não estão vinculadas a nenhuma entidade ou diretoria.

Cada uma delas ajuda com o que pode e no total todos saem ganhando, principalmente pelo reconhecimento da comunidade local e da região. Para uma das participantes, Silvana Harguer, esse trabalho é uma forma de mostrar que há uma preocupação com o que é de todos. “Todas fazemos esse trabalho com muito carinho e ficamos muito tristes quando acontece uma coisa assim, de alguém de apropriar do trabalho voluntário de pessoas dedicadas que só querem o bem das pessoas que vivem aqui”, disse ela.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.