Moacir Pereira: Moisés pede ajuda ao MDB

Leia a coluna completa no Jornal Tribuna de Notícias

- PUBLICIDADE -

O governador Carlos Moisés da Silva saiu literalmente do isolamento em que se encontrava há 19 meses na Casa D´Agronômica e partiu para ação externa múltipla, agindo em vários campos. Realiza viagens ao interior do Estado, autoriza a liberação de milionárias emendas parlamentares, dispara telefonemas a deputados e senadores, promove almoços e encontros na Agronômica e no Centro Administrativo, e faz visitas políticas.

Moisés da Silva tem agendada viagem hoje a Brasília para pedir ajuda à bancada federal do MDB contra o processo de impeachment que tramita na Assembleia Legislativa.Tem programada uma conversa com o deputado federal Rogério Mendonça, Peninha, do MDB, o parlamentar federal mais ligado ao presidente Jair Bolsonaro. Está sendo articulada, também, uma conversa com o presidente nacional do MDB, Baleia Rossi.

- PUBLICIDADE -

O objetivo desses encontros é o mesmo: convencer a bancada estadual do MDB e sua liderança nacional a demover a posição da bancada estadual, hoje fechada a favor do impeachment.

Na segunda-feira à noite, Carlos Moisés esteve reunido durante uma hora e meia com os ex-governadores Eduardo Pinho Moreira, Casildo Maldaner e Paulo Afonso Vieira, e senador Dário Berger. O encontro foi organizado por Paulo Afonso e aconteceu no apartamento de Maldaner, na avenida Beira-Mar.

O governador fez uma exposição sobre o processo de impeachment, contestou as alegações feitas pelos autores, falou em “virar a página”, de “um novo governo”, tudo em parceria com o MDB catarinense.

Os presentes não assumiram qualquer compromisso. Informaram que o partido decidirá sobre a cassação na reunião conjunta das bancadas federal e estadual e o comando estadual no dia 10 de agosto.

O conteúdo completo você acompanha na edição impressa do Jornal Tribuna de Notícias ou no TN Digital. Leia esta e muitas outras colunas, ligue para o (48) 3478-2900 e assine!

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.