Mês das crianças chega com feira do livro infantil no Criciúma Shopping

Dos bebês ao infanto-juvenil, milhares de títulos estarão à disposição do público a partir deste sábado

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

Quem se encanta pelas histórias dos livros entende o poder de transformação da literatura na vida das pessoas, em especial, na mente imaginativa das crianças. Para celebrar a chegada de outubro, mês dedicado aos pequenos, a Feira do Livro Infantil estará aberta ao público a partir deste sábado (3) até o dia 28 de outubro, no hall de entrada do Criciúma Shopping.

O evento é organizado pela livraria Universo Cultural e funcionará durante o horário de atendimento do shopping, de segunda a sábado, das 12h às 20h, e aos domingos, das 14h às 20h, conforme as normas e orientações sanitárias de enfrentamento à pandemia. Os livros são destinados ao público infantil, desde bebês, com os livros de banho, até o infanto-juvenil, com obras populares como a coleção “Diário de um Banana”.

- PUBLICIDADE -

“Os livros que normalmente são mais procurados são O Pequeno Príncipe e os clássicos da literatura infantil. Alguns livros clássicos, como o Moby Dick, foram reformulados e adaptados para quadrinhos. É uma novidade bem interessante”, afirma o lojista e um dos organizados da feira, Rafael Rosa dos Santos. São centenas de títulos à disposição do público com preços a partir de R$ 5.

De acordo com o superintendente do Criciúma Shopping, Edmilson Martins, a expectativa para a feira é bastante positiva. “Nós entendemos a importância da literatura e por isso criamos um evento para incentivar a leitura desde a infância. Esperamos um crescimento na procura, seguindo todos os cuidados que precisamos ter durante este período de pandemia”, salienta.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.