INSS de Criciúma está realizando 60 perícias médicas diárias

Unidade voltou a praticar o serviço neste mês

Foto: Guilherme Cordeiro/ TN
- PUBLICIDADE -

A agência de Criciúma do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já está realizando perícias médicas novamente. Paralisado desde março com início da pandemia, o serviço voltou a ser praticado na unidade no dia 2 de outubro, com cinco médicos trabalhando. Desde então, em média, ocorrem 60 perícias diárias.

A agência passou por uma vistoria da Associação Nacional dos Médicos Peritos (ANMP), com participação da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Criciúma. “Haviam algumas não-conformidades no local, mas que rapidamente foram sanadas. Conseguimos a aprovação do parecer do delegado da ANMP para a retomada das perícias médicas presenciais”, comenta Rafael Búrigo Serafim, presidente da OAB Criciúma.

- PUBLICIDADE -

O INSS informou que mais de 100 médicos peritos já retornaram aos atendimentos em Santa Catarina, que, juntos, realizam aproximadamente mil consultas diariamente no Estado. Pessoas sem hora marcada não estão sendo atendidas nesse primeiro momento de reabertura gradual. As agências estão abertas somente para atendimentos agendados e, mesmo assim, limitados a cinco serviços: justificação administrativa, avaliação social, reabilitação profissional, cumprimento de exigência e perícia médica.

Ainda segundo o instituto, 91 dos 96 serviços oferecidos pelo INSS podem ser acessados sem o comparecimento a uma unidade. Pelo telefone, por meio do celular ou computador, sem a necessidade de deslocamento, o segurado pode agendar atendimento, obter extratos, simular a aposentadoria e requerer benefícios, inclusive com a concessão automática. Além do telefone 135, disponível de segunda a sexta, das 7h às 22h, e do aplicativo Meu INSS, o instituto também disponibiliza aos cidadãos, desde abril, um terceiro canal: os telefones de plantão das agências – de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h.

A suspensão do bloqueio de pagamento pela não realização da prova de vida foi prorrogada até o dia 30 de novembro deste ano. Os bancos, no entanto, continuam executando a rotina normalmente. Isto é, os segurados que quiserem realizar o procedimento em uma agência bancária imediatamente, mesmo não havendo tal obrigação até 30 de novembro, não encontrarão impedimento para fazê-lo.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.