Indústria tem mão de obra qualificada com alunos do Mestrado Satc

Mestrado Profissional em Engenharia Metalúrgica, inédito na região, começou as primeiras defesas das dissertações

Foto: Ascom/ Satc
- PUBLICIDADE -

Criciúma

A primeira defesa de Mestrado. Um momento ímpar que foi vivenciado pelo aluno Lucas Cunha. Após dois anos de muito estudo e dedicação ao tema, a jornada chegou ao fim, quando o aluno defendeu sua dissertação diante da banca avaliadora. Um momento aguardado pelos mais de 30 alunos que fazem parte do Mestrado Profissional em Engenharia Metalúrgica da Faculdade Satc e que, para Lucas Cunha, coroou uma passagem importante na vida e marca os primeiros passos de outros sonhos.

- PUBLICIDADE -

“Comecei o mestrado com o objetivo de agregar conhecimento em minha carreira profissional e de realizar meu sonho de estar credenciado a dar aula. O mestrado me ajudou muito na minha carreira profissional tanto em poder dar aulas nos cursos livres da Satc, treinamentos in company e consultoria”, conta Lucas.

Durante este ano, outras defesas devem ocorrer também de maneira online. Assim como para os alunos, para os professores o sentimento de dever cumprido é grande. “A defesa é uma etapa muito importante para o mestrado, pois marca o fim da pesquisa desenvolvida, com resultados importantes para indústria regional. Marca o início da nova carreira do mestre recém-formado com inúmeras possibilidades de atuação na área”, afirma o professor e coordenador do Mestrado Profissional, Anderson Daleffe.

Resultados que dão frutos 

As defesas das dissertações de mestrado são frutos de ideias plantadas anos atrás. A relação com a indústria sempre foi um alicerce da Satc e a qualificação no mestrado profissional é a concretização dessa boa relação.

“A gente vê que regiões bem desenvolvidas ao redor do planeta têm como base uma estrutura educacional muito sólida e não é só repasse de conhecimento, é uma estrutura que gera conhecimento. E esse nesse sentido do mestrado profissional é gerado aqui dentro em conjunto com o setor empresarial e que ajuda a construir novas soluções para esse setor empresarial”, explica o diretor geral da Satc, Carlos Antônio Ferreira.

O curso, que está na sua terceira turma, é inédito na região e focado na resolução de problemas da indústria. Tudo isso para que tanto alunos como empresas saiam ganhando. “Os alunos são incentivados a trazer problemas inerentes ao processo produtivo da empresa para sala de aula para discutir com os professores. Ou seja, temos o viés científico, mas também posicionamos a faculdade para resolver os problemas reais do mercado. O Mestrado Profissional agrega e contribui para o desenvolvimento da região como um todo”, reitera o coordenador da Faculdade Satc, Jovani Castelan.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.