Governador encaminha projeto que isenta ICMS do medicamento Zolgensma

Projeto de lei foi encaminhado para a Alesc. Medicamento é utilizado no tratamento de Atrofia Medular Espinhal

Foto: Maurício Vieira / Secom

- PUBLICIDADE -

 Pinhalzinho

O governador Carlos Moisés enviou para aprovação na Assembleia Legislativa, nesta sexta-feira, 4, o projeto de lei que isenta o ICMS do medicamento Zolgensma, administrado em portadores de Atrofia Medular Espinhal, conhecida como AME. A medicação detém a progressão da AME e garante a sobrevivência dos portadores da doença.

- PUBLICIDADE -

Solidário com a causa, Carlos Moisés afirma que mais um passo foi dado para que esse medicamento chegue na casa dos catarinenses que precisam. “Diariamente famílias que convivem com a AME batalham pela vida de seus filhos. É o mínimo que o Estado pode fazer para ajudar quem luta por uma situação de saúde tão devastadora. O Governo do Estado continuará se esforçando para amparar essas crianças”, enfatiza.

Em janeiro de 2019, o Governo do Estado já isentou o imposto do Spinraza, outra medicação importante para minimizar os sintomas da AME.

A dose única do Zolgensma tem o preço de 2,125 milhões de dólares, o que na conversão do dólar a R$ 5,11, custa R$ 10.858.750,00 milhões. Na prática, o projeto de lei permite que o Governo do Estado abra mão do ICMS de 17% acrescentado nesse valor. Atualmente, o custo total fica aproximadamente R$ 12 milhões com o imposto.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.