Fundador da Forauto morre aos 94 anos

A história de Rubens Costa confunde-se com a da própria Acic e da cidade de Criciúma. Costa participou da fundação da entidade empresarial em 18 de junho de 1944, à época realizada no Cine Rovaris, na Praça Nereu Ramos.

Divulgação

- PUBLICIDADE -

Criciúma

Morreu nesta segunda-feira, dia 31, o fundador da concessionária Ford/Forauto, de Criciúma. Rubens Costa, de 94 anos, tinha Alzheimer, que é uma doença neurodegenerativa progressiva que se manifesta apresentando deterioração cognitiva e da memória de curto prazo e uma variedade de sintomas neuropsiquiátricos e de alterações comportamentais que se agravam ao longo do tempo.

- PUBLICIDADE -

As causas da morte não foram divulgadas. De acordo com relatos de pessoas próximas, ele já estava bem debilitado e adoeceu ainda mais nesse ano.

A Associação Empresarial de Criciúma (Acic) lamentou profundamente o falecimento do empresário Rubens Costa. A história de Rubens Costa confunde-se com a da própria Acic e da cidade de Criciúma. Costa participou da fundação da entidade empresarial em 18 de junho de 1944, à época realizada no Cine Rovaris, na Praça Nereu Ramos.

Rubens Costa deixa um legado de importantes contribuições em prol do desenvolvimento socioeconômico da região. Grande líder empresarial foi pioneiro e visionário desde a adolescência. Em 1967, ao lado de sócios, deu início à Forauto Veículos, revendedora Ford.

“Perdemos um grande líder, empreendedor e empresário de sucesso. A Acic tem hoje uma base sólida, fruto da ousadia e do empreendedorismo de visionários como Rubens Costa”, destaca o presidente da Acic, Moacir Dagostin.

Por toda a sua contribuição, Rubens Costa já foi lembrado pela Acic em diversas ocasiões. Mais recentemente, ao completar 75 anos, em 2019, a associação empresarial prestou suas homenagens ao empresário. O nome de Rubens Costa está eternizado em uma das salas do Centro Empresarial de Criciúma, sede entidade.

A diretoria executiva da Acic se solidariza com a família e a sociedade diante da perda de um grande líder.

Vida empresarial

Três anos após a fundação da Acic, com apenas 21 anos, Rubens Costa prestou mais um serviço de destaque para a cidade ao trabalhar na primeira agência da Caixa Econômica Federal. Ficou dois anos no setor de Cadastro e Abertura de Contas do banco.

Já em 1949, quando a cerâmica começava a se tornar a atividade com maior expansão na cidade, Costa decidiu ir trabalhar no setor administrativo da Cerâmica Santa Catarina, a Cesaca, empresa que teve o seu pai, Mansueto, como um dos idealizadores.

Prestou, ainda, mais um papel importante a partir de 1957, quando passou a trabalhar como escrevente e mais tarde se tornou tabelião do Cartório de Registro de Imóveis, sucedendo a seu sogro, Elias Angeloni.

Em 1967, ao lado de sócios, deu início à Forauto Veículos, revendedora Ford que se mantém ativa até os dias atuais e hoje é administrada por seu filho, Renato Costa, empresário que também já participou da diretoria da Acic. Atualmente, o neto Renato Ferreira Costa, também faz parte da diretoria da associação.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.