Estadual: Três consórcios se habilitam para ampliar a maior Estação de Esgoto de SC

A ampliação permitirá que a unidade realize o tratamento de até 612 litros por segundo, beneficiando 12 bairros da Capital

- PUBLICIDADE -

Florianópolis

O novo processo licitatório para ampliar a Estação de Tratamento de Esgoto Insular, localizada na entrada de Florianópolis, deu um importante passo com o recebimento das propostas das empresas interessadas em executar a que será a maior obra de saneamento de Santa Catarina.

- PUBLICIDADE -

Três consórcios se habilitaram, num total de sete empresas de Santa Catarina, Paraná e São Paulo. Um impasse com a construtora vencedora da licitação anterior resultou nessa nova concorrência. A ampliação permitirá que a unidade realize o tratamento de até 612 litros por segundo, beneficiando 12 bairros da Capital. O total de moradores atendidos passará de 150 mil para 225 mil.

Itacorubi, Parque São Jorge, Jardim Anchieta, Córrego Grande e Pantanal já têm rede assentada, mas o esgoto dessa área poderá ser coletado com a conclusão da obra. Também serão assentados 12 quilômetros de rede de coleta no José Mendes e Morro da Lagoa, com 3.753 novas ligações.

Cinco bairros centrais – Centro, Trindade, Agronômica, Saco dos Limões e Costeira – serão beneficiados com a ampliação e, especialmente, com a modernização do tratamento. A ETE passará a operar em sistema Terciário, capaz de remover além de matéria orgânica os elementos nitrogênio e fósforo. O investimento será financiado pela Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA).

Empresas Concorrentes:

Consórcio ETE Insular, composto por Itajuí Engenharia de Obras (PR), Construtami Engenharia e Comércio (SP);

Consórcio Nova Insular, composto por Passarelli Engenharia e Construções (SP), Goetze e Lobato Engenharia S/A (GEL Engenharia), empresa do PR;

Consórcio Conenge-SC/CTL/SK, composto por Conenge-SC Construções e Engenharia (SC), CTL Engenharia (SP) e SK Tecnologia Subaquática Eireli (PR).

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.