Estadual: Orildo Severgnini assume a presidência da Fecam

A então liderança, Saulo Sperotto, prefeito de Caçador, deixou o conselho da entidade, atendendo a Lei Eleitoral que exige a desincompatibilização até esta data para àqueles que concorrerão à reeleição

Saulo Sperotto, Orildo Severgnini e Sisi Blind (prefeita de São Cristóvão do Sul e 1ª secretária) - Foto: Divulgaçao/ Fecam
- PUBLICIDADE -

O prefeito de Major Vieira, Orildo Severgnini, assumiu a presidência da Federação Catarinense de Municípios (FECAM) na tarde da quinta-feira (4/6). O então presidente, Saulo Sperotto, prefeito de Caçador, deixou o conselho da entidade, atendendo a Lei Eleitoral que exige a desincompatibilização até esta data para àqueles que concorrerão à reeleição.

Além dos presidentes, também esteve presente no ato de assinatura a 1ª secretária da FECAM, Sisi Blind, prefeita de São Cristóvão do Sul. Transmitido por webconferência, o evento contou ainda com a participação virtual do governador do Estado de Santa Catarina, Carlos Moisés; com a deputada estadual Paulinha, com o presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Glademir Aroldi, além de prefeitas e prefeitos de várias regiões do Estado e os colaboradores da Federação.

- PUBLICIDADE -

A mudança ocorre somente na presidência da entidade. Todos os demais membros do Conselho permanecerão nos cargos. São eles: 1º vice-presidente Paulo Weiss (prefeito de Rodeio), 2ª vice-presidente Catia Reichert (prefeita de Alto Bela Vista), 1ª secretária Sisi Blind (prefeita de São Cristóvão do Sul) e 2º secretário João Carlos Gottardi (prefeito de Corupá). Sevegnini e os demais membros da diretoria permanecerão até o encerramento dos mandatos dos prefeitos.

Reconhecimento institucional

“A FECAM tem feito um trabalho fundamental para alinhar as ações dos municípios com o Governo do Estado”, manifestou o governador Carlos Moisés. Ao agradecer e desejar êxito ao novo presidente, destacou um novo momento de gestão da crise do coronavírus em SC. “Desde o dia primeiro de junho entramos em uma nova fase de enfretamento da COVID-19 que é a regionalização das ações no Estado. Isso ascende ainda mais a participação dos municípios e a necessidade de atuarmos juntos”, disse o governador.

Na mesma linha, o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi, parabenizou o presidente Orildo e agradeceu o ex-presidente Sperotto pela parceria e atendimento às pautas municipalistas. “Estamos vivendo um momento muito complicado da história política e administrativa no Brasil e no mundo. Mais do que nunca temos a missão e a responsabilidade de juntos seguir nosso trabalho em defesa das pautas dos gestores municipais. Nunca as pessoas precisaram tanto de apoio”, destacou Aroldi.

Orildo, que é prefeito em seu quinto mandato, tem como uma das principais metas dialogar intensamente com o Estado – cobrar recursos e ações, além de assegurar a celeridade e defender as pautas dos municípios. Na agenda das prioridades, além de temas relacionados a pandemia, estão os desafios da estiagem em mais de 100 municípios e a complexa tarefa de mediar recursos e apoio financeiro do Estado e da União para que seja possível prestar serviços à população e proteção para as empresas, resguardando a economia de um profundo colapso. “Nós (prefeitos) enfrentamos o mais desafiador mandato por conta da pandemia e a consequente crise econômica. Ela afetou em cheio os municípios e obrigou os gestores municipais a se reinventarem, a repensarem as ações. Nosso maior desafio agora é sairmos dessa turbulência”, destacou.

Além das ações em combate ao Coronavírus, outra bandeira do atual presidente é a questão econômica. Segundo ele, a situação financeira dos municípios se agravou com a queda histórica na arrecadação de impostos e a necessidade de reestruturação de todo sistema de prestação de serviços, que privilegiou aplicações em saúde em função da pandemia. O prefeito de Major Vieira reforçou a atenção especial da FECAM aos pequenos municípios neste momento.

NOVO PRESIDENTE – Orildo Severgnini é o atual presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região do Contestado (CISAMURC), foi presidente da Associação dos Municípios do Planalto Norte (AMPLANORTE) em 2019 e, por três vezes, da Associação dos Municípios da Região do Contestado (AMURC).

Foi presidente do Consórcio de Desenvolvimento Econômico de Desenvolvimento do Planalto Norte (CODEPLAN). Vereador entre 1989 e 1992. Atuou como diretor da Secretaria de Estado da Infraestrutura, foi curador da Universidade do Contestado e presidente da APAE. “É uma honra assumir a presidência da Federação. Nesse curto espaço de tempo trabalharemos com muito afinco em favor do nosso Estado, dos prefeitos e da população”, disse.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.