Estadual: Nau Santa Maria passa no primeiro teste realizado na água

Trabalhos foram feitos na sexta-feira, 14, em Itajaí. Quando pronto, o navio irá para os mares do Caribe, onde será utilizado para passeios e restaurante

Foto: Multimídia Comunicação
- PUBLICIDADE -

Itajaí

A operação até colocar a embarcação na água durou pouco mais de 40 minutos. Todos os cuidados foram tomados para que a Nau Santa Maria, a primeira réplica da caravela que trouxe Colombo às Américas, fizesse sua primeira navegação. E deu tudo certo. Às 10h da manhã da sexta-feira, 14, ela já estava nas águas do Rio Itajaí-Açu, após três anos do início da construção. Ela saiu do Estaleiro Felipe, no bairro São João, em Itajaí, em direção a um cais, onde fará os ajustes finais até partir rumo ao Panamá.

- PUBLICIDADE -

Durante o período da sua construção gerou 500 empregos diretos e indiretos. O investimento total é de U$ 3 mi. É um navio moderno, todo feito de aço e revestido de madeira. Possui cerca de 28 metros de comprimento, 9 de largura e 18 de altura, pesando cerca de 160 toneladas. Terá capacidade de levar até 150 passageiros e mais seis tripulantes. No planeta, são apenas quatro réplicas de Naus “ Santa Maria ” como esta, motorizadas; porém, esta é a primeira construída no país.

Foto: Multimídia Comunicação

Quando pronto, o navio irá para os mares do Caribe (navegará por locais como Aruba, Curaçao, Punta Cana, Cuba, San Martin, Panamá – localidade onde as embarcações estão sendo registradas), para fazer passeios durante o dia e virar restaurante no período da noite. A ida para lá deve ocorrer em meados deste ano. Devido ao tamanho e porte, seguirá a costa brasileira até o destino final, numa aventura que deve durar até 40 dias, para chegar no Panamá, a primeira parada. Até lá, ficará ancorada em um cais, onde passará por testes de navegação.

Os trabalhos na cidade são coordenados pela empresa H Ace – Hosang Assessoria em Importação e Exportação. “A gente tem uma expectativa muito boa para esse barco, tanto para o nosso cliente, quanto para quem for às ilhas do Caribe. Este é o primeiro de vários, por isso, é importante que a gente valorize a indústria naval de Itajaí”, comentou o diretor da H Ace, Jorge Irineu Hosang

O contrato prevê a construção de cinco destas embarcações, com opção para mais cinco, em um investimento de US$ 30 milhões. Também está em negociação a construção de outras quatro réplicas do famoso navio Pérola Negra, barco usado no filme Piratas do Caribe. A estimativa de investimento é de US$ 7,5 milhões para cada uma, ou seja, mais US$ 30 milhões.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Itajaí

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.