Estadual: Assembleia Legislativa retoma atividades na segunda-feira

Os trabalhos na Casa foram suspensos por uma semana em virtude da confirmação de um caso de Covid-19 em um servidor, além de outros quatros casos suspeitos. Por isso, as duas sedes da Alesc foram desinfectadas

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

Florianópolis

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina retoma na segunda-feira (1) suas atividades presenciais, com a realização das sessões e reuniões das comissões permanentes, incluindo as oitivas da comissão parlamentar de inquérito (CPI) que investiga a supostas irregularidades na compra de respiradores artificiais pelo Estado.

- PUBLICIDADE -

Os trabalhos na Casa foram suspensos por uma semana em virtude da confirmação de um caso de Covid-19 em um servidor, além de outros quatros casos suspeitos. Por isso, as duas sedes da Alesc foram desinfectadas nesta semana e permaneceram fechadas.

As sessões e reuniões prosseguem no formato misto, ou seja, com a presença dos deputados em plenário ou por meio de videoconferência. A sessões prosseguem às terças e quartas, a partir das 15 horas.

Já a CPI dos Respiradores se reunirá na terça (2), após a sessão ordinária, e na quinta (4), às 10 horas. Para a reunião de terça, estão programados os depoimentos dos ex-secretários de Saúde, Helton Zeferino, e da Casa Civil, Douglas Borba; e da ex-superintendente de gestão administrativa da SES, Márcia Regina Geremias Pauli.

As comissões permanentes também retomam suas reuniões. Na terça-feira, às 10 horas, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) se reúne; na quarta, no mesmo horário, será a vez da Comissão de Finanças e Tributação.

Em virtude dos protocolos sanitários que visam evitar a proliferação da Covid-19 nas dependências da Alesc, o acesso às duas sedes do Parlamento catarinense segue restrito. Apenas servidores e pessoas autorizadas podem entrar, mediante aferição da temperatura, uso obrigatório de máscara, manutenção de distância mínima, entre outras medidas.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.