Douglas Borba é transferido para cumprir prisão

  Além dele, dois advogados envolvidos estão presos por conta da investigação


- PUBLICIDADE -

Na manhã deste domingo, o ex-secretário da Casa Civil de Santa Catarina, Douglas Borba e os advogados Leandro Barros e César Braga foram levados do Completo Penitenciário da Agronômica para o Centro de Treinamento da Policia Militar de Santa Catarina.

Eles foram detidos durante a segunda fase da Operação O2, que investiga fraude ocorrida na compra de respiradores feita pelo governo do estado. Uma força-tarefa do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e da Polícia Civil cumpriu quatro de seis mandados de prisão preventiva expedidos e 14 mandados de busca e apreensão.

- PUBLICIDADE -

A transferência se deu após a defesa de Douglas, Leandro e Cesar terem protocolado pedido de liberdade provisória ou concessão de prisão domiciliar, por falta de ‘Sala de Estado Maior’ na penitenciária de Florianópolis.

O Ministério Público manifestou-se contrário às solicitações e indicou, ao magistrado, que eles poderiam ser enviados ao Centro de Ensino da PM, onde há salas que funcionam como “hotel de trânsito” para policiais em treinamento.

Segundo o site ND Mais, o pedido foi assinado pelo juiz Elleston Lissandro Canali, no início da tarde de sábado, o cumprimento da decisão ocorreu e regime de plantão judicial.

O documento que atesta a transferência está anexado à investigação, conduzida pela Vara Criminal da Região Metropolitana.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.