Criciúma: Serviço Aeromédico suspende data para lançamento de edital

Impugnações fizeram com que o lançamento da licitação seja prorrogado para as próximas semanas

Lucas Colombo / TN
- PUBLICIDADE -

Érik Borges

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Está suspenso o edital de licitação para a operacionalização do Serviço Aeromédico (Sarasul) na região. A publicação, que ocorreria nesta sexta-feira, dia 30, foi interrompida em razão de um pedido de impugnação que aponta a necessidade de ajustes no documento.

De acordo com o diretor-executivo da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec), Giovanni Dagostin, os apontamentos se dão com relação a exigência de alguns atestados necessários e da necessidade de inserir algumas despesas adicionais na planilha de custos.

“Essas impugnações precisam ser analisadas e talvez isso incorra em alguma modificação no edital. Então a gente optou por suspender a abertura do edital de licitação. São várias questões de ordem técnica”, explica Dagostin. Segundo ele, os ajustes serão feitos nas próximas semanas e a previsão é de que no máximo até a segunda quinzena de novembro, a licitação seja lançada.

“Até o lançamento do edital e a abertura dos envelopes deve ser respeitado o prazo de oito dias. A gente pretende concluir isso em breve. Vamos resolver essas lacunas que foram apontadas e agendar uma nova data, ainda em novembro, com certeza”, afirma Dagostin.

O comunicado oficial de suspensão do edital informa que isso ocorreu a fim de responder as impugnações interpostas. A licitação tem como objetivo a contratação de empresa especializada para prestação de serviços de atendimento médico pré-hospitalar e transferências inter-hospitalares em aeronave.

Com equipe técnica especializada na área de serviços de suporte avançado aeromédico, incluindo o fornecimento de medicamentos e materiais médicos, em conjunto com a equipe de profissionais, o Serviço Aeropolicial (SAER) disponibilizará a aeronave, conforme o Acordo de Cooporação Técnica, além de tripulantes, pilotos, operadores de pista e apoio aéreo necessário para o atendimento pré-hospitalar em ocorrências de maior gravidade, como resgates e transferências inter-hospitalares direcionadas a pessoas em situação de risco no âmbito dos municípios que integram a Mesorregião Sul Catarinense (Amrec, Amesc e Amurel),

O horário de funcionamento será das 7h às 19h (do nascer ao por do sol), assegurando assistência universal e gratuita exclusiva aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).  O Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (CIM-Amrec) é quem irá dispor dos recursos para repassar à empresa que fará o serviço.

O custo máximo previsto em edital é de R$ 109 mil por mês, que conta com a contribuição dos 12 municípios da região. O serviço atuará desde Passo de Torres até Imbituba, correspondendo a 50 municípios.

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.