Criciúma: Máscaras e álcool gel começam a faltar nas farmácias de Criciúma

População foi à procura de máscara e encontrou prateleiras vazias


- PUBLICIDADE -

 

Há pouco mais de um, no dia 28 de janeiro de 2020, o governo da China confirmou o
primeiro caso de Coronavírus em território nacional, já no Brasil o primeiro caso foi
confirmado nesta quarta-feira pelo Ministério da Saúde. A vítima é um homem que reside
em São Paulo e que chegou de uma viagem da Itália. Mesmo sendo tão recente, o caso
confirmado já alertou a população da região Sul e as pessoas estão buscando se prevenir
contra a doença, uma prova é que farmácias da região não possuem máscaras e álcool gel.

- PUBLICIDADE -

A servidora da Câmara e Vereadores de Criciúma, Fernanda Valvassori, foi procurar
máscara e encontrou as prateleiras vazias. “Eu visitei seis farmácias na tarde desta sexta-
feira e ao encontrei, fui achar o produto em uma loja de cosméticos. Os profissionais dos
outros locais falaram que as pessoas estão comprando para se prevenir do que pode
acontecer, levando em consideração o coronavírus”.

A matéria completa você confere na edição deste fim de semana do Jornal Tribuna de Notícias.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Eduardo Souza

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.