Criciúma: INSS segue de portas fechadas

Retorno das atividades da entidade era previsto para ontem, mas unidade de Criciúma segue sem atender ao público

Foto: Lucas Colombo/TN
- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Ainda não foi ontem que a agência do INSS, localizada na rua São José, no Centro de Criciúma, reabriu as portas para atender ao público. Quem esteve no local se deparou com as portas fechadas e apenas uma vigilante passando informações sobre como proceder para obter atendimento.

Um funcionário está trabalhando no regime de Home Office e atende as solicitações dos moradores de Criciúma e região no telefone (48) 2101-6473. Presencialmente: nada. “Eu vim recuperar a senha do Meu INSS, do meu pai, para marcar um horário para ele vir aqui, mas não consegui atendimento”, lamenta Solange Freitas Gomes, moradora de Criciúma.

A mulher já tentou contato pelo telefone 135, sem sucesso. Na agência, da mesma forma: nenhum atendimento.“A vigilante disse que eles não reabriram a agência e não estão atendendo. Ela passou um número de telefone ou o 135, que a gente liga e leva quase uma hora para conseguir atendimento”, comenta.“Já tentei e é bem difícil conseguir atendimento com eles, então, resolvi vir aqui”, ressalta.

Solange lamenta não ter acesso à agência. “É complicado porque o meu pai precisa resolver um problema e não consegue porque precisa dessa senha, mas só aqui que resolve. Ele já foi no Banco do Brasil, que indica no site, mas não resolve também. Só no INSS”, pontua.

Outras pessoas, que preferiram não se identificar, buscaram o atendimento, na tarde de ontem, mas apenas conversaram com a vigilante e retornaram para casa sem ter os serviços realizados.

O atendimento presencial, nas agências do INSS, está suspenso há cerca de seis meses, em função da pandemia do coronavírus. Na semana passada, o Governo Federal divulgou que o serviço retornaria ontem. Na porta do local, apenas um cartaz com o aviso “agência fechada”. “Vou tentar no telefone para ver se vai dar certo e aguardar a agência reabrir”, finaliza, em tom de lamento, Solange.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.