Criciúma: Cirurgias eletivas canceladas no HSJosé

Decisão foi tomada após acréscimo de pacientes internados no hospital por Covid-19

Foto: Arquivo/ TN
- PUBLICIDADE -

Criciúma

Devido ao acréscimo do número de internados no Hospital São José de Criciúma, a Instituição, por meio de sua diretoria decidiu cancelar a partir desta terça-feira, dia 24, todos as cirurgias eletivas (agendadas).

- PUBLICIDADE -

Não há data prevista para o retorno destes procedimentos. “Precisamos aguardar o panorama regional para daí, então, podermos voltar a organização e planejamento para realização dos procedimentos com a devida segurança”, aponta o médico e diretor técnico da Instituição, Raphael Elias Farias.

Hoje, 23 de novembro, 91 pacientes encontram-se internados na Instituição entre suspeitos e confirmados para Covid-19. Destes, 26 estão na UTI por meio do Sistema Único de Saúde – SUS.

“Observamos um aumento nas últimas três semanas de pacientes internados, suspeitos ou confirmados para a Covid-19. Nossa UTI hoje está acima de 96% de ocupação. Desta forma, pedimos para população que continue tomando todos os cuidados quanto as medidas de prevenção para transmissibilidade do coronavírus, principalmente quanto as pequenas reuniões de família, pequenas reuniões de amigos, onde as pessoas ficam sem máscaras e com isso facilitam a transmissão do vírus. Lembrando também da higienização das mãos, como sendo um importante aliado para evitar a transmissibilidade do vírus”, enfatiza o infectologista.

Se excluem desta determinação, as cirurgias previstas de pacientes já internados e os procedimentos cirúrgicos em caráter emergencial que deverão continuar sendo executados desde que a equipe cirúrgica se manifeste com as razões da tomada de decisão.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.