Criciúma: Casan vistoria obras na ETE do bairro Demboski

Foto: Divulgação/ Casan
- PUBLICIDADE -

Criciúma

A Diretoria da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) e engenheiros da Superintendência Regional Sul/Serra vistoriaram sexta-feira, dia 16, as obras da Estação de Tratamento do Bairro Demboski, que vai depurar o esgoto coletado em Criciúma.

- PUBLICIDADE -

As fases mais complexas da obra já foram concluídas, como as fundações, a unidade de preliminar de tratamento, o reator UASB e o filtro biológico. Agora os operários estão concentrados na finalização das obras civis das unidades e início da montagem dos equipamentos. A partir do final do ano se inicia a fase de acabamentos e parametrização dos equipamentos.

“No primeiro semestre de 2021 a unidade estará em operação”, disse a engenheira Roberta Maas dos Anjos, Presidente da Companhia, ao visitar o local. O distanciamento social causado pela pandemia do coronavírus retardou o cronograma, mas a construtora vem acelerando o ritmo da construção.

Além dos benefícios ambientais para o município, ampliando de 28% para 48% a cobertura de coleta e tratamento na cidade, a obra está colaborando para o desenvolvimento da região onde foi instalada”, lembra o engenheiro Fábio Krieger, Diretor de Operação e Expansão. A antiga estrada de chão batido, cujo barro e pó tanto incomodavam os moradores do Demboski, foi substituída por pavimentação asfáltica e estrutura de drenagem, executada pela Prefeitura com recursos da obra de saneamento, levando mais qualidade de visa ao bairro.

INVESTIMENTO TOTAL DE R$ 60,4 MILHÕES

Mais de 30 mil moradores dos distritos de Vila Rica, Próspera, Argentina/Brasília, Imigrantes, Ceará, Jardim Maristela, Nossa Senhora da Salete e Morro do Céu serão beneficiados com a ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Criciúma.

O projeto contempla 88 quilômetros de redes coletoras, quase 5 mil ligações domiciliares, seis elevatórias para bombeamento, além da Estação de Tratamento com capacidade para depurar 55 litros por segundo. O investimento total da CASAN na ampliação do Sistema da Grande Próspera chega a R$ 60,4 milhões, sendo R$ 39 milhões somente na Estação de Tratamento.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.