Covid: Professores da Unesc participam da fase 3 de pesquisa de vacina

Grupo trabalha em prol da pesquisa internacional da empresa Janssen

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

Cinco pesquisadores da Unesc integram a equipe de um dos centros brasileiros que estará recrutando pacientes para o desenvolvimento da vacina contra o coronavírus. Liderado pelo professor Felipe Dal Pizzol, o grupo é composto ainda pelos professores Cristiane Ritter, Marcelo Vinhas, Raphael Elias Farias e Cassiana Fraga. A equipe foca agora na fase três do desenvolvimento da vacina e convida voluntários a se inscreverem para participarem da pesquisa.

Conforme Felipe Dal Pizzol, para ser voluntário é necessário ter mais de 18 anos estar em boa condição de saúde e não ter recebido vacina contra a Covid-19 até o momento. No total serão reunidos 7 mil voluntários no Brasil e 60 mil em todo o mundo. “Após o cadastro dessas pessoas, quando o estudo estiver liberado para nosso centro, passaremos a aplicar a vacina desenvolvida ou placebo conforme o protocolo e pesquisa. Na pesquisa o propósito é acompanhá-los ao longo de dois anos para entender se a vacina foi eficaz e evitou o contágio dos que receberam a dose”, explica.

- PUBLICIDADE -

A expectativa do grupo é de que o grupo de voluntários inscritos alcance o número estipulado em aproximadamente um mês, o que finalizaria essa fase no fim de novembro. Nos próximos meses, de acordo com Dal Pizzol, é possível que haja uma conclusão preliminar do estudo.

Criciúma, por meio do grupo que atua no Hospital São José, é o único município de Santa Catarina que conta com representantes da pesquisa e seleciona voluntários para participar. No Brasil são mais de 20 centros de estudo.

Os interessados em se cadastrarem como voluntários ou conhecerem mais sobre a proposta devem entrar em contato pelo e-mail pesquisa@hsjose.com.br enviando nome completo e telefone de contato.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.