Circo Rakmer se adapta à pandemia nas apresentações

Modalidade de drive-in foi adotada para que o espetáculo continue

Guilherme Cordeiro / TN
- PUBLICIDADE -

 

Érik Borges

- PUBLICIDADE -

Criciúma

Instalado em Criciúma há duas semanas, o Circo Rakmer, oriundo de Franca/SP, foi surpreendido com a mudança no estágio da matriz de risco regional, que mudou de alta para grave (laranja). Mas isso não impediu que os profissionais continuassem o espetáculo. Isso porque, apesar da proibição das apresentações com plateia de maneira convencional (com cadeiras, etc), a modalidade de drive-in é permitida, com 25 carros (permitido que tenha no máximo quatro pessoas por carro).

Funciona assim: cada veículo ocupa um boxe. Esse espaço custa R$ 80 e os ingressos são comprados pela internet. “Não tem nenhum tipo de contato próximo com o público, nem na compra e nem durante o espetáculo. Todo o distanciamento é respeitado. Foi uma maneira que encontramos para respeitar a portaria da Secretaria do Estado da Saúde (SES) Nº 465”, declara Jonas Santos, que coordena a secretaria do circo.

Essa é a segunda vez que o circo chega ao município criciumense. De acordo com ele, tudo ocorre com toda segurança, com os carros dentro da lona do circo, reservados sempre com antecedência. “O espectador assiste dentro do carro as atrações do circo”, afirma Santos.

Atualmente, o circo conta com novas atrações, como a presença do King Kong, um macaco de oito metros de altura, dinossauros e cinco motos no globo da morte. Para reserva de boxes e vendas, o contato é (48) 99192-4511.

Caso o estágio de risco de contágio diminua para a cor amarela, o circo retornará para a modalidade presencial, onde os ingressos custam R$ 20 (adulto) e R$ 10 (crianças de dois a 12 anos).

Veja os horários e dias de espetáculo:

De terça a sexta-feira: às 20h.

Sábado: 18h e 20h.

Domingo: 16h, 18h e 20h.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.