Ciclistas fazem percurso Criciúma/Forquilhinha em noite de protesto

O grupo percorreu aproximadamente 30 quilômetros

Guilherme Cordeiro / Imagem de arquivo TN
- PUBLICIDADE -

Criciúma

Pelo segundo dia consecutivo, grupos de ciclismo da região se reuniram para lembrar da morte de ciclistas em Criciúma e reivindicar melhorias estruturais, como ciclovias e locais mais seguros para a prática que é esportiva, mas também é um meio de locomoção de milhares de pessoas que utilizam a bicicleta para trabalhar, estudar e ter momentos de lazer.

- PUBLICIDADE -

Na noite desta quinta-feira, dia 29, os ciclistas se reuniram próximo ao terminal rodoviário de Criciúma, no canteiro central da Avenida Centenário (local onde uma criança morreu atropelada por um ônibus nesse ano) e partiram em direção ao Pinheirinho. Passaram pelo bairro Santa Luzia, na Avenida Universitária (local onde uma mulher de 41 anos morreu atropelada por um ônibus nessa quarta-feira), fizeram uma oração em homenagem à vítima e seguiram até o município de Forquilhinha.

O grupo de ciclistas contou com o acompanhamento de agentes do Departamento de Trânsito e Transportes (DTT) e da Polícia Militar. Aproximadamente 30 quilômetros foram percorridos. A cada duas semanas os grupos se reúnem para incentivar à pratica do pedal, principalmente para pessoas que iniciaram recentemente nesta modalidade.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.