Araranguá: transtornos enquanto obras não são executadas

População cobra do Município a retomada da implantação da ciclovia até o Morro dos Conventos e o conserto da cratera aberta na Beira-Rio

Foto: Lucas Colombo/TN

- PUBLICIDADE -

Araranguá

Duas obras de infraestrutura consideradas importantes para os araranguaenses aguardam por conclusão em 2020. A primeira é a ciclovia que liga os bairros centrais do município ao Balneário Morro dos Conventos, que teve o contrato com a antiga empresa reincidido na última semana, após meses de trabalhos paralisados. Já a outra é o ponto da Rua Rui Barbosa, mais conhecida como “Beira-Rio”, em que um desbarrancamento em maio do ano passado engoliu a calçada e parte da pista, mas nenhuma intervenção foi adotada até agora.

Foto: Lucas Colombo/TN
- PUBLICIDADE -

O futuro da ciclovia deve ser discutido nesta terça-feira, 28, em uma reunião entre representantes do Município e da Caixa Econômica Federal. Segundo o prefeito Mariano Mazzuco Neto, o rompimento do acordo com a antiga empresa possibilita novos encaminhamentos. “Vamos entrar com um novo orçamento, para pegar a aprovação e relicitar a obra. Acho que não vai ter problema, é só questão da Caixa nos liberar para fazermos uma nova licitação”, expõe o gestor.

Projetos para a Beira-Rio

Já quanto à cratera na Beira-Rio, o prefeito admite a demora em encontrar uma solução. Ele acredita que em pouco tempo já será possível iniciar a obra, com alguma definição ainda nos próximos dias. “A gente tem ciência que tem que fazer o conserto, nós estamos preparados para arcar com isso. Tínhamos um projeto de mais ou menos R$ 450 mil a R$ 500 mil. O problema é que quando fomos fazer as contas de quanto barranco de rio pode cair ainda, eu desisti dele. Por isso acabou demorando, porque se fosse R$ 500 mil e somente nesse ponto, na mesma hora já teria decidido fazê-lo. Mas desbarrancamento ao longo do Rio Araranguá é constante”, afirma.

O atraso na obra de contenção gerou indignação nos moradores da cidade, que chegaram a criar um perfil irônico em uma rede social e uma marcação no Google Maps. “A gente sabe que está demorando muito, mas também, nesse meio tempo, veio o projeto da ponte na balsa e da estrada que liga a rodovia do Morro dos Conventos até a Canjica. Como nós temos pouco efetivo, tivemos que concentrar os esforços para entregar ao Governo do Estado esse projeto, que tinha prazo de entrega. Então essa questão atrapalhou um pouco, mas agora estamos livres para tentar uma solução”, pontua Mazzuco.

Confira a reportagem completa na edição desta terça-feira, 28, do jornal Tribuna de Notícias. 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Araranguá

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.