Araranguá: Casa da Fraternidade comemora 33 anos

Trabalho social tem como foco neste ano reabrir a creche Meimei

Imagem: Divulgação
- PUBLICIDADE -

Araranguá

O dia 8 de novembro de 2020 celebrou os 33 anos da Casa da Fraternidade. O novo ciclo será marcado pela meta de reabertura da creche Meimei. Uma vaquinha virtual busca estimular o engajamento da sociedade para contribuir com a ação.

- PUBLICIDADE -

A Instituição Espírita Casa da Fraternidade surgiu há 33 anos e a parte social sempre teve um engajamento bastante forte. O novo aniversário é marcado por mais uma causa social: a reconstrução da creche Memei. A campanha Mãos a Obra pretende angariar recursos para a construção da estrutura da nova Creche Meimei na própria Casa da Fraternidade para atender 60 crianças de seis meses a 4 anos e também abrigar mais duas salas no andar superior para o projeto Renascer Mulheres Solidárias.

Segundo Cátia Hahn, em comemoração ao aniversário, desde este domingo dia 08, está no ar a campanha Mãos a Obra através do site Abacashi (com sistema vaquinha virtual) onde as pessoas poderão fazer as suas contribuições via cartão ou boletos. O link da ação é o http://abacashi.com/p/projeto-maos-a-obra.

“São 33 anos de muito trabalho a favor do bem. Nesta data foi fundado o Centro Espírita que abriria as portas da Creche Meimei no mês de fevereiro de 1988 – o marco inicial dos trabalhos assistenciais da instituição. No início, no mesmo espaço da Creche Meimei que atendia 25 crianças, aconteciam nas noites de quinta-feira as reuniões doutrinárias. Hoje temos espaços definidos para as atividades assistenciais e espirituais, e públicos definidos também. Aos domingos acontecem as palestras públicas e durante toda a semana a Casa atende entorno de 400 crianças e num total de mais ou menos 1200 pessoas em atividades assistenciais diversas. A atividade assistencial da Casa da Fraternidade sofreu diversas mudanças ao longo dos anos conforme a demanda e apoio da sociedade. Um dos principais acontecimentos que marcaram nossa história foi a suspensão dos trabalhos da creche no ano 2000 que levou a abertura em 2001 do Projeto Juventude Luzes do Amanhã que existe até hoje. O trabalho assistencial cresceu, foram abertos diversos outros projetos, a entidade assistencial se tornou independente juridicamente e financeiramente do Centro Espírita. Mas o programa assistencial ainda carrega seus valores, sua proteção e amparo espiritual. Aliás temos certeza que se não fosse o amparo da espiritualidade já teríamos fechado as portas a muito tempo pois passamos por diversas crises. Neste aniversário de 33 anos  temos muito a agradecer, mas o trabalho prossegue e propomos a  campanha para a reconstrução da nossa tão  querida Creche Meimei, que foi o marco inicial de nossa história”.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.