Após sucesso do primeiro passeio ciclístico, Pedal dos Mil já é projetado

Grupo planeja ação para dia 21 de março, na Avenida Centenário. Nesse domingo, percurso até Balneário Rincão reuniu mais de 700 participantes

Foto: Shirley Thiel
- PUBLICIDADE -

Criciúma/Balneário Rincão

Com o sucesso do passeio promovido nesse domingo, 19, entre Criciúma e Balneário Rincão, iniciam os preparativos para uma nova ação voltada ao ciclismo no sul catarinense: o Pedal dos Mil. Idealizado por um grupo da região, o projeto tem como objetivo reunir 1 mil ciclistas na manhã do dia 21 de março, na Avenida Centenário, para fazer o percurso entre a Unesc, no bairro Pinheirinho, e o Parque das Nações, na Próspera.

- PUBLICIDADE -

Além de difundir a prática esportiva, a mobilização também visa sensibilizar o poder público sobre a necessidade de implantar ciclovias na região. O intuito do grupo é que a primeira delas seja, justamente, na Avenida Centenário, principal via de Criciúma. “O objetivo é que o projeto vá para o papel até março, pois sem estar no papel não tem nem como começar a construí-la”, comenta um dos responsáveis pelas ações João Luiz Virtuoso.

Na manhã desse domingo, mais de 700 ciclistas percorreram o trajeto entre Criciúma e Balneário Rincão, chamando a atenção da sociedade sobre a importância das ciclovias. Segundo Virtuoso, o passeio ciclístico teve retorno positivo e superou as expectativas. “A gente sempre falou em 500 participantes, que foi o número de adesivos produzidos, mas que se tivéssemos 200 ou 300 já ficaríamos felizes. Mas conseguimos muito mais do que isso!”, enfatiza o organizador.

 

Confira a reportagem completa na edição desta segunda-feira, 20, do jornal Tribuna de Notícias. 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma/Balneário Rincão

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.