Agricultura familiar movimenta economia sideropolitana

Com o incentivo da Cooperbelluno, produtores podem vender seus excedentes para população em feirinha localizada na Praça da Matriz

Foto: Arquivo/ PMS
- PUBLICIDADE -

Siderópolis

Atividade que está presente desde os primórdios em toda a região Sul, em Siderópolis, a agricultura segue sendo fundamental para o desenvolvimento econômico do município. São cerca de 427 propriedades rurais e 8.275.240 hectares de estabelecimentos que produzem inúmeras culturas. Para contribuir com esse crescimento, há seis anos, uma iniciativa originou a feirinha na Praça da Matriz, que reúne diversos agricultores familiares que comercializam suas produções.

- PUBLICIDADE -

O incentivo a esses produtores, por meio da parceria entre a Secretaria Municipal de Agricultura e a Cooperbelluno, é fundamental para o crescimento do segmento. “Foi formada a cooperativa, os agricultores se empenharam, e quatro ou cinco trabalhavam vendendo embaixo da marquise da prefeitura. Foi tudo bem aceito pela população e, dentro de pouco tempo, com o auxílio do SC Rural, recurso que fez a estrutura atualmente, todos os produtores estão bem satisfeitos. É um incremento muito grande, principalmente para os que trabalham com hortifruti e embutidos. Todos estão contentes”, explica o presidente da cooperativa, Lenon.

A Cooperbelluno foi essencial para o desenvolvimento efetivo da agricultura em Siderópolis. Atualmente, conta com 38 produtos associados, em sua grande maioria pequenos, tendo como apoio na produção, pessoas da própria família. Através da cooperativa, nove  trabalhadores que antes produziam apenas para consumo próprio, agora podem vender o excedente de seus produtos na feirinha, além disso, os demais atendem a demanda também de consumidores da Região Carbonífera (Amrec).

Produção artesanal

Os alimentos são cultivados de forma artesanal e rústica, e esta atenção à pequena produção se traduz em frutos frescos, saudáveis e com sabor muito diferente dos alimentos produzidos pela agricultura industrial. “O município basicamente concentra as atividades rurais econômicas mais importantes na avicultura de porte e de sistema de integração, na pecuária de leite, reflorestamento de eucalipto e na bananicultura. Temos cerca de 430 hectares de banana, na pecuária, oito mil animais registrados (animais de corte), um milhão e 400 mil litros de produção de leite por ano e 470 mil quilos de queijos anualmente”, explica o engenheiro agrônomo, Ronaldo Remor.

A Feirinha da Agricultura Familiar está aberta ao público todos os sábados, em frente à Igreja Matriz, das 7h às 12h.

Números da agricultura em Siderópolis:

População rural: 2.947

Área de estabelecimentos agropecuários: 8.275.240 hectares

Número de estabelecimentos agropecuários: 427

Pecuária: 8 mil animais registrados

Produção de leite: 1.400.000 L/ ano

Produção de queijo: 470 kg/ano

Produção de Tilápia: 45.000 kg/ ano

Produção de frango: 6.168.000 frangos de corte/ ano

Produção de banana: 6.500.000 kg/ano19

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.