Um novo capítulo na história do Criciúma

Diante do Concórdia, a partir das 19 horas, o remodelado time do Tigre se apresenta pela primeira vez na temporada. Missão é deixar para trás o fatídico rebaixamento para a Série C e dar continuidade na reconstrução do clube


- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Ano novo, vida nova. Hoje, a partir das 19 horas, o Criciúma dá continuidade à reconstrução do clube com a estreia no Catarinense, diante do Concórdia, no Majestoso. Será a primeira oportunidade para o torcedor assistir ao remodelado time treinado por Roberto Cavalo. A missão é deixar para trás o fatídico ano de 2019, que culminou no rebaixamento para a Série C do Brasileiro. “A gente tem que deletar, não adianta ficar martelando o passado. A torcida sabe que não foi a primeira vez e não foi o único time. Vejam o Cruzeiro e o Londrina. A gente tem que pensar daqui para frente e começa pelo Estadual. É uma equipe jovem, escolhida a dedo e tenho certeza que vai dar certo”, pontua o treinador, na primeira entrevista coletiva do ano, concedida ontem, na Sala de Imprensa Clésio Búrigo, no estádio Heriberto Hülse.

O comandante promete um time com as tradicionais características do Criciúma: raça, vontade e determinação, do início ao final do jogo. A parte física pode prejudicar o desempenho em campo, devido ao início do trabalho. “A gente entende que, às vezes, no desgaste não se consegue ter uma batida de 90 minutos com a mesma intensidade ou a mesma qualidade de passe. Às vezes tem desgaste físico e emocional. Espero que não tenha muita ansiedade”, pontua Cavalo. A baixa média de idade do grupo pode fazer com que o time fique nervoso. “O time é jovem, tem que ter um pouco de calma, equilíbrio, esperar acontecer, mas vontade e luta não vai faltar pois é assim que nós trabalhamos”, completa o treinador.

Paulo Gianezini começa como titular

Com um elenco repleto de jovens, Cavalo pode contar com a experiência no gol. Ele optou por Paulo Gianezini para começar a partida. Luiz, antigo capitão e ídolo, sequer participou do treino coletivo de ontem, no Majestoso, e ficou trabalhando separadamente com Diego, que retornou da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Esse é mais um indício de que o antigo camisa 1 não deve seguir no clube. A diretoria do clube e o empresário do jogador conversam para tentar encontrar outra opção para Luiz. “Ele (Gianezini) acabou o campeonato jogando, tem treinado, está bem e vai começar o campeonato”, completa Cavalo.

Na zaga, o recém-chegado Murilo Gomes será titular. O defensor treinou bem e se candidatou à titularidade. “É o detalhe do futebol, uma diferença mínima que, às vezes, tem importância grande. Com a saída do Sandro, optamos pelo trabalho do Fábio, muito bem pelo lado direito com o Rodrigo (Milanez), e estávamos satisfeitos.  Num treino, chamei atenção o Fabio pois estava do outro lado, ele disse que preferia. Eu quando vejo um atleta destro que não atuou ainda, me chamou atenção, talvez pelo lado direito simplifica uma tirada, um passe, mas respeitei e deixei treinar , e nesse momento Murilo veio crescendo nos trabalhos”, comenta Cavalo.

Campeonato Catarinense – Primeira Fase – 1ª Rodada

22/01 – Quarta-feira – 19h – estádio Heriberto Hülse

CRICIÚMA

Paulo Gianezini, Victor Guilherme, Rodrigo Milanez, Murilo Gomes e Bruno Oliveira; Foguinho, Adenilson e Alisson Taddei; Andrew, Jajá e João. Técnico: Roberto Cavalo

CONCÓRDIA

Éder; Alisson, Bruno Brum, Gabriel Peres e Diogo; Tetê, Diego Felipe, Nenén e Jean Lucas; Moisés e Léo Itaperuna. Técnico: Celso Rodrigues

Arbitragem: Marcos Vinícius de Oliveira Matias; Auxiliares: Johnny Barros de Oliveira e Bruno Müller

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.